Polí­tica

Foto: Divulgação

A senadora Kátia Abreu (PSD), presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, dá  sequência, na próxima semana, em Pequim, na China, para onde viaja na segunda, dia 9,  ao processo de atração de investidores chineses, interessados em aplicar no agronegócio brasileiro, especialmente  no Tocantins. A senadora fará palestra dentro do Fórum Econômico Mundial em Pequim (no Dalian Internacional Conference Center) e completará a agenda com reuniões com dirigentes chineses e empresários locais. Depois da China, Kátia Abreu se desloca à Rússia, também para tratar de investimentos no agronegócio brasileiro e tocantinense.

As reuniões com governantes e empresários chineses dão sequência a uma série de ações da senadora para atrair investidores. Na semana passada, a senadora manteve reunião  com o Embaixador da China no Brasil, Li Jinzhang.  Kátia, acompanhada do vice-governador João Oliveira, recebeu na CNA,  o Embaixador chinês quando trataram do interesse dos chineses de investirem na cadeia da soja, desde a produção à industrialização (esmagamento do produto) no Tocantins.

O embaixador manteve audiência com a senadora após indicação da presidente Dilma Rousseff, que avalizou as tratativas dos chineses com a presidente da CNA. Kátia Abreu, no entanto, quer convencer os chineses a expandir os investimentos também para a cadeia do peixe, de ovinocaprinocultura e de fruticultura no Tocantins. “Nosso Estado tem muito potencial para investimentos nestes setores”, salientou nesta segunda, dia 2, a parlamentar.

Na audiência, o embaixador chinês no Brasil Li Jinzhang tratou, ainda, com a senadora Kátia Abreu sobre a realização de um seminário da CNA, no próximo mês de novembro, na China. É intenção da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil levar produtores brasileiros na oportunidade, com a finalidade de realizar negócios com os chineses, que estão interessados em  investir nas áreas produtivas do país. Do Tocantins, a Senadora pretende levar empresários, especialmente da indústria da carne, para fomentar a exportação do  produto tocantinense. (Assessoria de Imprensa)