Campo

Foto: Divulgação

Maior produtor de grãos e oleaginosas da região Norte do País e ainda com a maior quantidade de áreas cultivadas, conforme levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o Tocantins atrai, a cada dia, novos investidores. De olho nessa produção, a empresa nacional Granol lança nesta terça-feira, dia 03, a pedra fundamental de uma esmagadora de soja, no município de Porto Nacional, a 60 km de Palmas. O evento acontece a partir das 9 horas e contará com a presença do secretário da Agricultura e Pecuária (Seagro), Jaime Café.

Para o secretário, os benefícios de ter uma esmagadora de soja no Estado são enormes, agregando valor ao produto e gerando emprego e renda na região. “Agora teremos, por exemplo, farelo de soja para a ração animal, barateando os custos com a alimentação de aves, suínos, peixes e bovinos”, comentou Café, acrescentando que os que investimentos da empresa provam o fortalecimento econômico do Estado. A empresa já tem um armazém e uma fábrica de biodiesel em Porto Nacional.

Os números que agradam investidores mostram que o Tocantins irá produzir, na safra 2013/2014, 2.648,7 mil toneladas de grãos, seguido do Pará com 1.369,0 mil toneladas e de Rondônia com 1.163,2 mil toneladas. O levantamento da Conab, aponta que o Estado produzirá 1.536,4 milhão toneladas de soja este ano, contra 1.382,9 da safra anterior. Este crescimento é decorrente de um aumento de 21,8% da área plantada de soja no Tocantins. O plantio da soja ocupa uma área de 549,5 mil hectares. 

Empresa

Fundada em 1965, a Granol é uma empresa brasileira dedicada à produção e comercialização de grãos, farelos e óleos vegetais e biodiesel para o mercado interno e externo. Atualmente, a empresa está presente em Porto Nacional com um armazém e uma fábrica de biodiesel. Segundo divulgado em seu site, a empresa possui cinco complexos industriais, 41 regionais de compra e armazenagem de grãos, três usinas de biodiesel, uma fábrica de lecitina, um terminal marítimo e outro fluvial, além do escritório matriz em São Paulo. Possui capacidade estática de armazenamento superior a 935.000t de grãos e farelos, 116.800t de tancagem para óleos, esmagamento de 2.640.000t/ano, refino de 300.000t/ano de óleo bruto e envase, produção de 837.400m3/ano de biodiesel, 40.000t/ano de glicerina bidestilada, nove mil fornecedores e mais de cinco mil clientes ativos. (Ascom Seagro)

Por: Redação

Tags: Conab, Granol, Jaime Café, Porto Nacional