Educação

Foto: Manoel Lima

Técnicas do Fundo Nacional do Desenvolvimento (FNDE) estão no Tocantins, até 6 de setembro, para realizarem o monitoramento do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) e Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE) nas escolas públicas do Estado. Nesta última segunda-feira, 2,  as técnicas do FNDE, Janine de Menezes  e Donizete Rosa se reuniram com a subsecretária de Educação Básica da Secretaria de Estado da Educação e Cultura (Seduc), Cristiane Baso, e técnicos da pasta para tratarem  do desenvolvimento do Programa no Estado.

Na terça-feira, 3, será realizada capacitação para cerca de 200 participantes, entre diretores regionais de ensino, técnicos do livro didático das regionais e coordenadores das escolas estaduais e municipais da capital. As secretarias municipais de educação dos municípios tocantinenses também foram convidadas. O evento acontece no auditório do Senar a partir das 8h30.

“O principal motivo de estarmos aqui é trazer as novas ações do Programa do Livro, tirar dúvidas em relação ao programa, mas principalmente orientar os envolvidos no estado e municípios a melhorar a forma de trabalhar com o programa”, enfatiza Janine.

Visita às escolas

Nos dias 4 e 5, as representantes do FNDE e da Seduc vão realiza o monitoramento nas escolas estaduais e municipais.  Da rede estadual serão visitados o Colégio Estadual Dom Alano Marie Du Noday, e a Escola Estadual Novo Horizonte, ambas de Palmas. Além delas, a equipe estará também na Escola Estadual Deusa Moraes, Escola Estadual São José Operário, Escola Estadual Amâncio de Moraes, todas de Paraíso.

O enceramento acontece na sexta-feira, 6, com reunião para apresentação do relatório e socialização dos resultados do monitoramento nas escolas. O encontro está marcado para 8h30 na sala de reuniões da Seduc.

O Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) visa prover as escolas públicas de ensino fundamental e médio com livros didáticos, dicionário e obras complementares. O programa também atende alunos da educação de jovens e adultos das redes públicas de ensino e das entidades parceiras do programa Brasil Alfabetizado.

Já o programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE) busca fomentar a leitura e democratizar o acesso às fontes de informação, além de atuar no desenvolvimento profissional do professor. Para isso, são distribuídos às escolas públicas acervos compostos por obras de literatura, de referência, de pesquisa e outros materiais relativos ao currículo da educação básica. (Ascom Seduc)