Educação

Foto: Divulgação

Um total de 12.118 candidatos irão disputar 1.379 vagas oferecidas em 42 cursos de graduação no Vestibular 2013/2 da Universidade Federal do Tocantins (UFT) para ingresso no segundo semestre letivo de 2013. Medicina, o curso mais concorrido, teve 3.795 candidatos inscritos, 31% do total, e no Sistema Universal de seleção tem 116,6 candidatos por vaga, segundo a concorrência divulgada pela Comissão de Permanente de Seleção (Copese).

Essa disputa só não será mais acirrada do que a que enfrentarão os 351 candidatos ao mesmo curso inscritos pelo sistema de cotas para oriundos de escolas públicas pretos, pardos e indígenas de baixa renda, com renda per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo: nessa reserva são 117 candidatos para cada vaga, uma concorrência quase oito vezes maior que a registrada para o mesmo curso, na mesma cota, no processo seletivo anterior da Universidade, realizado em março deste ano.

Direito (65,33 candidatos/vaga), Engenharia Civil (55 candidatos/vaga), Engenharia Ambiental (29,33 candidatos/vaga) e Ciências Contábeis (26,67 candidatos/vaga) seguem o curso de Medicina no ranking dos mais concorridos da UFT no Vestibular 2013/2, todos na cota para pretos, pardos e indígenas oriundos de escola pública com renda per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo - a mais concorrida de todas, com 13,93 candidatos por vaga no geral, considerando todos os cursos.

A Copese alerta, porém, que essa concorrência é provisória e ainda pode sofrer variações com a migração de vagas de cotas que não tiveram candidatos ou não tiverem aprovados para outras modalidades do processo seletivo, nos termos previstos na legislação. Assim, a concorrência só é realmente definida após o resultado das provas.

Cotas

Do total de inscritos, 73% concorrem a vagas pelo Sistema Universal e 27% se inscreveram para vagas na cota para indígenas e também no sistema de aplicação da Lei 12.711/2012, que reserva vagas para candidatos oriundos de escolas públicas, com cotas para pretos pardos e indígenas e pessoas de baixa renda.

A reserva de 5% das vagas para a etnia indígena teve 88 inscritos para 51 vagas e uma concorrência geral de 1,73 candidatos por vaga. No curso de Medicina, também o mais concorrido nesta modalidade, são 28 indígenas na disputa por duas vagas.

O edital do Vestibular 2013/2 da UFT prevê um total 1.575 vagas, mas destas, 12,5% são destinadas a serem preenchidas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) com base no desempenho dos estudantes no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Para o presidente da Copese, Tarso Alvim, não houve surpresa na concorrência deste Vestibular, e o aumento da concorrência nas modalidades de reservas de vagas é resultado da maior assimilação do sistema da Lei 12.711/2012.

Provas

Segundo Alvim, toda a logística para o Vestibular já está providenciada. "Estamos em processo de seleção dos mais de 200 colaboradores que irão trabalhar na aplicação das provas, procurando dar oportunidade para pessoas novas, mas também contando com a experiência principalmente daqueles que atuam em funções de chefia", afirma ele. "Vamos acompanhar todo o processo de perto, e em todos os campus contamos com as comissões de seleção já treinadas há vários vestibulares", acrescenta.

As provas objetivas e de redação acontecem no dia 15 de setembro, em 11 locais, nos sete municípios com campus da UFT. Antes, no dia 14, ocorre a prova de habilidades específicas para candidatos a vagas no curso de Arquitetura e Urbanismo.

A lista com o local de prova de cada candidato está disponível para consulta no site da Copese, bem como a lista com os endereços desses locais.

Concorrência geral (considerando todos os cursos) por modalidade

1º. Pretos, pardos e indígenas oriundos de escola pública com renda per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo:13,93 candidatos/vaga

2º. Demais candidatos oriundos de escola pública com renda per capita superior a 1,5 salário mínimo: 10,15 candidatos/vaga

3º. Pretos, pardos e indígenas oriundos de escola pública com renda per capita superior a 1,5 salário mínimo: 9,14 candidatos/vaga

4º. Sistema Universal: 9,2 candidatos/vaga

5º. Demais candidatos oriundos de escola pública com renda per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo: 8,69 candidatos/vaga

6º. Indígenas: 1,73 candidatos/vaga

Os cursos mais concorridos

1º. Medicina (Palmas) 117 candidatos/vaga*

2º. Direito (Palmas) 65,33 candidatos/vaga*

3º. Engenharia Civil (Palmas) 55 candidatos/vaga*

4º. Engenharia Ambiental (Palmas) 29,33 candidatos/vaga*

5º. Ciências Contábeis (Palmas) 26,67 candidatos/vaga*

* Na cota para pretos, pardos e indígenas com renda per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo

Considerando apenas os campus do interior do estado

1º. Medicina Veterinária (Araguaína) 23 candidatos/vaga*

2º. Pedagogia - Licenciatura (Arraias) 15,67 candidatos/vaga*

3º. Agronomia (Gurupi) 13,67 candidatos/vaga*

4º. Logística - Tecnólogo (Araguaína) 13,67 candidatos/vaga*

5º. Zootecnia (Araguaína) 11 candidatos/vaga

* Na cota para pretos, pardos e indígenas com renda per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo    

           

 

Por: Redação

Tags: Copese, Tarso Alvim, UFT, Vestibular