Palmas

Durante assembleia geral realizada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Tocantins Regional de Palmas (Sintet Palmas) no sábado, 21, os educadores de Palmas decidiram paralisar as atividades da rede municipal de ensino na próxima quarta-feira, 25. Também ficou agendada para quarta uma nova assembleia para deliberar sobre a greve.

Os profissionais estão insatisfeitos com as mudanças executadas pelo executivo na educação, especialmente com o decreto 570 que amplia a jornada dos administrativos de seis para oito horas. A prefeitura de Palmas defende a otimização na pasta, alegando que com a ampliação da jornada, economizaria mais de cinquenta servidores.

Os educadores contestam a ampliação da jornada com base no aumento concedido no início do ano letivo aos secretários executivos da prefeitura de cerca de 60% e que só a pasta da educação tem dois secretários, uma disparidade absurda. O Sintet questiona se tem que economizar por que sobrecarregar o trabalhador demitindo porteiros, vigias e merendeiras?

A assembleia geral será realizada às 8 horas, na quarta-feira, 25/09, na sede do Sintet Central. O SINTET estará disponibilizando ônibus para os educadores da Região Norte e Sul de Palmas.

Por: Redação

Tags: Prefeitura de Palmas, Sintet