Polí­tica

Foto: Divulgação

Com a visão de que o PSD no Tocantins é um partido que nasceu forte e vai ampliar sua participação no cenário político do Estado, o deputado federal Irajá Abreu assumiu a presidência do partido na última sexta-feira, 04, após a senadora Kátia Abreu, que estava na presidência filiar-se ao PMDB.

Irajá que era vice-presidente regional da sigla assume a presidência regional com o compromisso de manter o PSD forte e aglutinador. “Com visão humanístico-social, o PSD nasceu forte, tem credibilidade e vai ampliar sua participação no cenário político. Saímos fortalecidos nesta última semana, quando encerrou o prazo de filiações, para quem pretende concorrer às eleições do próximo ano.  Importantes lideranças vieram para o partido”, afirma Irajá.

Filiaram ao PSD: os ex-deputados (estadual), José Viana,  Maurício Rabelo e Igue do Vale. A deputada federal Goaciara Cruz, o ex-prefeito de Arraias, Wagner Gentil, o presidente do Sindicato Rural de Araguaína, Wanderley Monteiro de Araújo Filho; os empresários  Ho Che  Min Silva de Araújo e Diogo Fernandes Costa Valdevino,  ambos disputarão vaga na Assembleia Legislativa.

Irajá destaca também, nomes já filiados no PSD: o deputado estadual, Toinho Andrade, que vai concorrer a reeleição; o  vereador, Valdemar Júnior (Palmas), o vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Tocantins (FAET),  Paulo Carneiro; o advogado; Joaquim Quinta Neto; José Messias (Caixa Econômica) e  Wilton Bezerra do Nascimento

Criado em setembro de 2011, o PSD foi o partido em 2012, que elegeu o maior número de prefeitos no Tocantins – 31 e aproximadamente 200 vereadores.

Histórico

Após a dissolução do Diretório Estadual do partido recentemente, devido à renúncia da maioria absoluta dos membros, o PSD nacional instituiu uma comissão provisória, quando a senadora Kátia Abreu assumiu a presidência  regional da sigla e Irajá a vice.  Agora com  a filiação da Senadora no PMDB, Irajá  assumiu a presidência regional do partido.