Polí­tica

Foto: Divulgação Cliente foi atendido por banco na capital mesmo com greve Cliente foi atendido por banco na capital mesmo com greve

Os bancários estão de greve no Estado porém em algumas agências da capital alguns empresários, políticos e pessoas com maior poder aquisitivo estão sendo atendidos no interior dos bancos. Vários clientes entraram em contato com o Conexão Tocantins para reclamar da situação.A greve já dura 21 dias e apenas os caixas eletrônicos estão funcionando.

Na Agência 1886 do Banco do Brasil da capital, por exemplo, várias pessoas foram escolhidas para ser atendidas enquanto a maioria dos usuários que precisam do atendimento e estão com serviços pendentes ficam prejudicados por causa da greve. O vice-presidente do Sindicato dos Bancários do Tocantins,Celio Mascarenhas Alencar afirmou ao Conexão Tocantins que tem conhecimento da prática.

“Alguns funcionários não estão de greve. O certo é que a pessoa procure o MPE para fazer a reclamação com relação a isso até porque isso fortalece nossa campanha salarial”, disse. O Sindicato condenou tal prática de atendimento privilegiado em algumas agências e atribuiu isso a interesse dos bancos em prejudicar a greve. “ Estamos tentando combater isso mas infelizmente muitos servidores sofrem assédio da gerência”, frisou.

Conforme o Sindicato 30% dos atendimentos nos serviços essenciais estão sendo mantidos para compensação de cheques, reabastecimento dos caixas e serviços do auto-atendimento. “Infelizmente eles escolhem as pessoas de poder aquisitivo maior para atenderem e os pobres e carentes não estão sendo atendidos”, disse o representante do Sindicato.

Em assembleia realizada nesta terça-feira (8), em Palmas, os bancários decidiram continuar, por tempo indeterminado. Eles reivindicam um aumento salarial de 11,9%.

No total 77 agências estão paralisadas em todo o Estado sendo 22 em Palmas.