Polí­tica

Foto: Divulgação

A convocação dos aprovados no certame do Quadro Geral voltou a ser assunto na sessão da Assembleia Legislativa nesta quinta-feira, 17. O líder do governo, Carlão da Saneatins (PSDB) afirmou que os deputados que estão cobrando as nomeações estão fazendo palanque encima do assunto. “ Estão tentando jogar os concursados contra o governo”, disse. A Secad já informou que não tem ainda nenhuma data definida para chamar mais uma remessa de concursados.

O deputado frisou ainda que está fazendo gestão e lutando para que todos sejam convocados. “Vou lutar junto ao governo para que façamos a convocação.  Vou militar a favor da convocação mas sem palanque”, disse.

Em seguida o deputado também governista, José Geraldo saiu na defesa do secretário Lucio Mascarenhas que tem sido muito criticado com relação ao assunto. “Estive ontem com o secretário Mascarenhas conversando sobre a convocação, percebi que ele está empenhado dentro de suas limitações”, afirmou. Conforme José Geraldo o governo tem que pensar na folha de pagamento. “ Não é possível pensar em atraso na folha de pagamento, porque para convocar tem que ter condições de arcar todos os meses com a folha de pagamento”, frisou.

Os deputados da oposição reagiram ás afirmações dos governistas. “Toda vez que esse governo fala desse concurso parece que foi um favor e não foi. O concurso foi uma obrigatoriedade do STF, uma determinação judicial para substituir os servidores”, frisou. Aragão voltou a pedir que o governo dê seguimento e uma resposta sobre a convocação dos aprovados que aguardam.

Em seguida, o deputado José Roberto Forzani (PT) voltou a chamar o secretário de mentiroso. “Falei ontem e repito hoje: tudo que ele falou aqui é mentira”, disse lembrando que Mascarenhas afirmou aos deputados que um servidor efetivo é mais barato que um contratado.

Eli Borges (Pros) também criticou o secretário. “Deixei de acreditar nesse cidadão e nem sei se vale a pena ouvi-lo. Tudo que ele disse neste parlamento na prática foi diferente”, disse.

Na defesa

A deputada estadual Solange Duailibe (SDD) saiu na defesa do governo e frisou que nunca houve a presença de tantos secretários na Assembleia Legislativa. "Nós sabemos da seriedade que o governador tem com esse Estado", disse. A parlamentar disse ainda que tem alguns deputados que ao criticarem secretários do governo e a falta de cumprimento de algumas promessas de campanha alguns deputados estão jogando para a plateia.