Polí­cia

Foto: Antônio Gonçalves

Ao lado do consultor da Organização Pan-Amaericana da Saúde (OPAS), Roberto Colombo e do prefeito de Palmas, Carlos Amastha, o secretário Municipal de Segurança, Defesa Civil e Trânsito, coronel José Ribamar de Amorim Pereira, apresentou em entrevista coletiva, no Gabinete II, na diretoria de Meio Ambiente, na tarde desta terça-feira, 21, um balanço das ações que estão sendo desempenhadas por órgãos municipais e estaduais para a redução do número de acidentes de trânsito na Capital dentro do Projeto Vida no Trânsito. O destaque foi para a redução no número de acidentes provocados por motoristas alcoolizados. 

O estudo apurou que nos seis primeiros meses de 2012, 36% dos acidentes de trânsito registrados em Palmas foram causados por condutores embriagados. Neste mesmo período de 2013, o número de colisões reduziu para 23%. O que equivale a uma queda de 13 pontos percentuais. 

Este mesmo levantamento identificou que o palmense está mais consciente com a sinalização no que diz respeito a avançar o semáforo com sinal vermelho. De janeiro a junho de 2013 ninguém foi flagrado cometendo a infração, contra 13% nestes mesmos meses do ano passado. A educação no trânsito se estende ainda aos condutores abordados com carteira de habilitação. No primeiro semestre de 2012, 24% dos motoristas foram flagrados sem carteira de habilitação, contra apenas 4% este ano. Mas ainda há imprudência quando o assunto é transitar pela contra mão. Foi registrado um aumento de 12% neste tipo de infração em 2013.

Os dados são resultado do cruzamento das informações fornecidas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), Sistema Integrado de Operações da Polícia Militar (SIOP), Serviço de Inspeção Municipal (SIM) e Instituto Médico Legal (IML).