Cultura

Foto: Divulgação

Eles fazem parte da história do Tocantins e são donos de um vasto conhecimento e saberes que vão deste a culinária, até a cultura popular, da religião ao místico. Estamos falando das comunidades remanescentes de quilombolas do Tocantins. 

Estudantes da rede pública de ensino que visitaram a SNCT – Semana Nacional de Ciência e Tecnologia na tarde desta última segunda-feira, 21, no IFTO – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – Campus Palmas, participaram de uma palestra sobre as comunidades do Tocantins, que foi ministrada pela fotógrafa e professora da UFT – Universidade Federal do Tocantins, Lúcia Rocha. 

De forma bem descontraída e dinâmica a professora apresentou traços importantes da cultura, da religião e dos saberes da população quilombola. Manifestações como a Folia do Divino e a Sussia deixaram os estudantes impressionados. 

Aline Crisóstomo de Almeida, aluna de 2º período do curso de sistemas para internet no IFTO, que foi criada numa comunidade quilombola, conta que "é uma emoção muito grande”. Ela afirma que a palestra a ajudou a resgatar a própria história. “Fico feliz em saber que nossa cultura está sendo divulgada num evento como esse", destaca. 

Pesquisa 

A palestra é resultado de uma pesquisa realizada por um grupo de professores da UFT, com o apoio da Sedecti – Secretaria Estadual do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, por meio do PPP – Programa Primeiros Projetos, que estudou as comunidades: Morro de São João, no município de Santa Rosa, Corrente Grande e Malhadinha em Brejinho de Nazaré e Redenção no município de Natividade região Sudeste. "Neste trabalho nós podemos observar, por exemplo, que a Folia do Divino é uma manifestação que está presente em todas as comunidades pesquisadas, e isso precisa ser divulgado como uma identidade tocantinense", pontua Rocha. 

SNCT 

Com o objetivo de divulgar e popularizar a ciência em todo país, a SNCT – Semana Nacional de Ciência e Tecnologia é promovida Sedecti – Secretaria Estadual do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação em parceria com o MCT – Ministério de Ciência e Tecnologia; Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas; IFTO – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia; e demais parceiros. (Ascom Sedecti)