Polí­tica

Foto: Divulgação

Caciques de 10 aldeias da região Brupré, localizado na reserva indígena dos povos Xerente a 43 km de Tocantínia, participaram de uma reunião com o deputado estadual José Roberto Forzani (PT-TO) na tarde desta terça-feira, 22, onde apresentaram uma pauta de reivindicações. A reunião, realizada na sede da Escola Indígena Dbatoprê, iniciou com uma apresentação cultural de boas vindas dos alunos do 6º ao 9º ano.

"Nós, Xerente, recebemos nossos convidados com muita alegria e estamos muito contentes com a vinda do Deputado em nossa aldeia, alegres por ele ter se deslocado para ouvir nossas necessidades", disse o cacique da Aldeia Brupre, Elias Xerente.

Melhorias na qualidade da educação, esta foi a principal pauta da reunião. Na oportunidade, as lideranças apresentaram as instalações da Escola, que atende 110 alunos do Ensino Fundamental e EJA. "Os governantes sabem de nossas necessidades, principalmente em relação a educação, aqui nós precisamos de reformas, de ampliação, a escola é pequena para o tanto de alunos que temos. Estamos vivendo em uma situação precária na educação, saúde e também na agricultura", destacou o cacique Elias.

Além da educação, os indígenas pediram ao parlamentar empenho para que possa garantir recursos de incentivos à prática esportiva e à agricultura, como manutenção de trator e suplementos agrícolas. Os indígenas também manifestaram preocupação com projetos e medidas que atentam contra seus direitos, como a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 215 e o Projeto de Lei Complementar (PLP) 227. A PEC tira do Executivo e transfere ao Congresso a prerrogativa de aprovar as demarcações de Terras Indígenas (TIs). Na prática, significará a paralisação das demarcações. Já o PLP 227 abre essas áreas à exploração econômica do agronegócio, empresas de energia e mineração, entre outros.

"Nós somos preocupados com isso e temos a compreensão do perigo que representa para nossos povos. As vezes eu não vou sentir os efeitos dessa pec, mas meus filhos e meus netos sim", ressaltou o jovem Maurício Srone Xerente.

As lideranças também reivindicaram um mutirão do Instituto de Identificação para que os jovens das aldeias possam ter documento de identificação.

"Em minha vida profissional não tive a oportunidade de trabalhar com os povos indígenas. Estou muito honrado e agradecido pelo convite de vir até vocês ouvir as suas necessidades. Meu mandato tem como foco as minorias desse Estado e minha missão enquanto parlamentar é lutar para atender e amenizar os problemas tanto da turma da agricultura familiar, quanto dos ribeirinhos, dos quilombolas e de vocês indígenas. Eu não vim fazer promessas de que irei conseguir, mas vou lutar pra atender cada uma dessas reivindicações que me foram apresentadas aqui", garantiu Zé Roberto.

Aldeias

Ao final da reunião, os caciques reforçaram os pedidos e agradeceram mais uma vez a presença do Deputado na região. "Desde que comecei a votar esta é a primeira vez que vejo um deputado aqui, porque muitos deles quando tão lá em cima só enxergam que tá em cima junto com eles e esquece de quem ficou embaixo", frisou o cacique da Aldeia Santo Antônio, Edmilson Xerente.

Participaram da reunião lideranças das aldeias Jenipapo, Lajeado, Olho D'água, Traíra, Campo Grande, Santo Antônio, Zé Brito, Buritizal, Mirassol e Brupré. (Assessoria de Imprensa)