Polí­tica

Por meio de nota a imprensa o vereador Iratã Abreu afirmou nesta quinta-feira, 24, que irá recorrer da decisão do juiz da 1ª Vara de Feitos das Fazendas e Registros Públicos, Valdemir Braga de Aquino Mendonça, que indeferiu a liminar na Ação Popular movida pelo vereador contra o município de Palmas e a empresa Terra Clean, em que o mesmo solicitava a suspensão imediata dos serviços de coleta de lixo hospitalar em Palmas.

Em sua nota Iratãressalta que a Indústria de Compactadores (Copac), empresa que loca caminhões para a Terra Clean, reconheceu que o caminhão Cronus 15m3, de placa ONH3272, mostrado em vídeo é um caminhão compactador de lixo domiciliar e que não trabalha com locação de caminhão específico para realizar a coleta de lixo hospitalar. Confira abaixo a nota do vereador na íntegra.

NOTA À IMPRENSA

Em razão da decisão do juiz da 1ª Vara de Feitos das Fazendas e Registros Públicos, Valdemir Braga de Aquino Mendonça, de indeferir a liminar na Ação Popular movida pelo vereador Iratã Abreu (PSD-TO) contra o município de Palmas, em que ele solicitava a suspensão imediata dos serviços de coleta de lixo hospitalar na Capital, o vereador Iratã Abreu informar que:

1 – Recorrerá da decisão do meritíssimo juiz Valdemir Braga de Aquino Mendonça, por discordar que o processo não apresenta provas ou argumentos que justificassem seu pedido de liminar e por também entender que a Saúde Pública está em risco. Conforme o vereador, consta do processo um vídeo em que é que fica claramente comprovado que o caminhão plotado como veículo de coleta de lixo hospitalar é mesmo inadequado; Consta ainda matérias veiculadas na imprensa.

2 – No link a seguir: http://t1noticias.com.br/cidades/seinsp-multa-terra-clean-em-mais-de-r-20-mil-por-compactar-lixo-hospitalar/52713/#.UmlWpvmsim7, e que foi anexado ao processo, há o vídeo elencado pelo vereador Iratã Abreu no processo e ainda a declaração do secretário municipal de Infraestrutura, Marcílio Ávila, reconhecendo que a coleta de lixo hospitalar feita pela empresa Terra Clean um absurdo. “O que eles fizeram é um absurdo, um crime. Aplicamos a sanção prevista no contrato, mas é inaceitável. Não queremos esta empresa trabalhando em Palmas mais,” declarou Ávila ao Portal T1 Notícias no dia 4 de outubro, ocasião em que a empresa foi multada em R$ 20 mil por ter compactado o lixo hospitalar recolhido no Hospital Geral de Palmas (HGP).

3 – O vereador Iratã Abreu ressalta que a Indústria de Compactadores (Copac), empresa que loca caminhões para a Terra Clean, localizada em Hidrolândia (GO), reconheceu que o caminhão Cronus 15m3, de placa ONH3272, mostrado no vídeo é um caminhão compactador de lixo domiciliar e que não trabalha com locação de caminhão específico para realizar a coleta de lixo hospitalar.