Meio Ambiente

Foto: Divulgação

A cidade de São Valério da Natividade, a 268 Km de Palmas, sediou nesta última quarta-feira, 30, a primeira de dez conferências que o Comitê de Bacia do Rio Manuel Alves, em parceria com a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semades), realizará até junho de 2014. O objetivo é discutir o uso racional e sustentável dos rios abrangidos pela bacia, que contempla 11 municípios da região sudeste do Estado, castigada anualmente pela seca.

Com mais de 250 pessoas no auditório do Centro Cultural Educacional Remígio Cassoli, o evento debateu ações que possam transformar a realidade vista na Bacia do Rio São Valério nos últimos anos. “Embora sejam rios caudalosos, eles têm secado no período da estiagem, comprometendo a lavoura e a pecuária desenvolvida na região”, afirmou Cid Tacaoca Muraishi, engenheiro agrônomo da empresa responsável pela construção do barramento no rio.

Com a formação da barragem no rio e formação do lago, que terá uma área de 12 Km² e volume de 137 milhões de litros, será desenvolvido no local o Projeto Hidroagrícola de São Valério. Esse projeto é supervisionado pela Agência Tocantinense de Saneamento (ATS) e está dentro das ações do Governo do Estado para a região Sudeste. O presidente da autarquia, Edmundo Galdino, também palestrou sobre os avanços do saneamento no Tocantins.

O reflorestamento das margens de rios e córregos foi outra atividade discutida na Conferência. Conforme o prefeito João Jairo Cassoli, o projeto Cidade Verde consiste na criação de um viveiro de mudas para arborizar a cidade e recompor as matas ciliares. “Restabelecer o que já foi destruído e preservar o que nos resta, é o nosso desafio”, pontuou. A preservação das matas ciliares também foi destacada pelo Secretário da Semades, Alan Barbiero, que falou ainda sobre a importância da educação ambiental para o desenvolvimento sustentável das cidades.

“Ao promovermos oficinas que ensinam as crianças a criarem brinquedos com materiais recicláveis e distribuirmos cartilha lúdica com ensinamentos sobre o uso adequado da água, estamos despertando nos jovens alunos o sentimento de responsabilidade com o meio que os cerca, com o ambiente em que vivem”, afirmou o Secretário em visita a Escola Municipal Getúlio Vargas, que recebia atividades educacionais, esportivas e ambientais, como parte da programação da Conferência.

Para o presidente do Comitê da Bacia do Rio Manuel Alves, a participação da comunidade nas conferências é fundamental para a gestão correta dos recursos hídricos. “Água é fonte de vida, por isso, buscamos a construção de uma nova cultura”, disse Mário Sena na abertura oficial da Conferência de São Valério. Conceição do Tocantins será o próximo município a receber o evento, previsto para ocorrer no próximo dia 13. (Ascom Semades )