Campo

Durante reunião entre a senadora Kátia Abreu, presidente do Sistema CNA / FAET / SENAR e presidentes dos Sindicatos Rurais do Estado do Tocantins nesta segunda-feira, 18, uma das principais reivindicações dos representantes do setor agropecuário foi referente às dificuldades encontradas pelos produtores rurais na inserção de créditos no Cartão do Produtor para a emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA), que atualmente é de responsabilidade da Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec). Os presidentes dos Sindicatos alegam que este sistema não está funcionando e, consequentemente, prejudicando a movimentação do rebanho bovino.

De acordo com os presidentes dos Sindicatos, a Adapec havia firmado, em 2012, uma parceria com a CNA e a FAET, onde optava e se responsabilizava pelo sistema pré-pago como modo de inserção de créditos no Cartão do Produtor para pagamento da guia, o que não tem ocorrido. Segundo o sistema, os cartões dos agropecuaristas já poderiam ter seus créditos ativados desde o dia 25 de fevereiro de 2013.

Outra reivindicação dos presidentes diz respeito ao fim do trabalho realizado entre a Adapec e as Coletorias Estaduais, que facilitava a emissão do Documento de Arrecadação Estadual (DARE). Antes, a coletoria emitia em único ato o DARE para pagamento da Nota Fiscal da GTA. “Agora o produtor rural precisa se deslocar, várias vezes, tanto para a coletoria, quanto para a Adapec, para que os documentos sejam emitidos”, reclama o presidente do Sindicato Rural de Aliança, Marcelo Borges.  (Com informações da Faet)

Por: Redação

Tags: Adapec, DARE, Marcelo Borges, faet