Educação

Foto: Divulgação

Os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2012, divulgados pelo Ministério da Educação (MEC), na última segunda-feira, 25, apresentam a melhor posição do Estado desde 1998, quando foi criada a avaliação.  A média obtida, 479,46 pontos fez com que o estado avançasse duas posições, saindo da 25ª para a 22ª colocação. Se comparadas as notas, apenas, dos alunos das redes estaduais de ensino, o crescimento foi ainda maior. Do 21º lugar, alcançado em 2011, o Tocantins foi elevado ao 17º, superando os estudantes do Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Ceará, Maranhão, Pará, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

O secretário da Educação, professor Danilo de Melo Souza, destacou o desempenho crescente do estado no Enem. “Verificamos que os alunos estão melhorando a cada ano, e esse resultado é satisfatório, porque era histórico o Tocantins estar sempre na 27 ª colocação.  Ainda assim, consideramos que é possível progredir ainda mais. Esse resultado mostra que valeu à pena a criação deste estado, que com 25 anos de existência vem avançando nas avaliações e indicadores da educação básica, em especial, nos últimos três anos, com avanços ainda mais céleres e frutos. A nossa missão é elevar a  qualidade do ensino escola público em todas as regiões, a fim de melhorar ainda mais os resultados dessas avaliações”, enfatizou.  

Em 2012, o estado contava com 286 escolas ofertando o ensino médio e a educação de jovens e adultos 3º segmento, totalizando 21.673 alunos aptos a prestarem o Exame Nacional do Ensino Médio, dos quais 11.160 estudavam no período noturno (51,49%). Assim, pelos critérios do Ministério da Educação, em que somente as escolas com mais de 50% de participação teriam seus resultados divulgados, o estado teve apenas 105 escolas consideradas, com a participação de 5.754 alunos, 26,55% do total.

Dentre as escolas estaduais, as com os melhores desempenhos foram: Colégio Tocantins, de Miracema, com 509,61 pontos; o Colégio João XXIII, de Colinas, com 495,63; o Colégio Militar de Palmas, com 492,86; e o Colegio Estadual Dom Alano Marie Du Noday, de Palmas, com 492,60 pontos. Considerando o desempenho das unidades estaduais dentro de cada município, os destaques foram das cidades de Colinas, Paraíso e Tocantinópolis. 

Na rede privada, o Tocantins superou 15 estados, ficando na 12ª posição com 561,17 pontos. Os destaques ficaram por conta do Colégio Olimpo, Colégio COC, Colégio Marista e Centro educacional, todos de Palmas. 

O diretor de tecnologia da educação da Seduc, Joneidson Lustosa, lembra que o Enem não é um ranking de avaliação entre escolas ou aferição de qualidade do ensino. “Atualmente o Enem tem se configurado mais como um vestibular, ficando, assim, a Prova Brasil/Saeb e Ideb como os instrumentos oficiais para aferir o desempenho das escolas e alunos”, explicou. (Ascom Seduc)