Polí­tica

Foto: Wenderson Araujo Kátia, Ronaldo Dimas e o diretor do CRER, Sérgio Daher, estiveram com o secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Helvécio Magalhães Junior Kátia, Ronaldo Dimas e o diretor do CRER, Sérgio Daher, estiveram com o secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Helvécio Magalhães Junior

A senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) participa nesta segunda-feira, 2 de novembro, em Araguaína, do lançamento do projeto de construção e viabilização de recursos e parcerias para a construção do Centro de Reabilitação e Readaptação do Tocantins (CRER). A senadora apresentou uma emenda de bancada no valor de R$ 100 milhões no Orçamento Geral da União de 2014 para o Centro de Reabilitação.

O anúncio será feito às 9h no auditório da Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto), com a presença do prefeito municipal, Ronaldo Dimas e o superintendente do Centro de Reabilitação e Readaptação Doutor Henrique Santillo, de Goiânia, Sérgio Daher.

Segundo a senadora Kátia Abreu, o Centro de Reabilitação e Readaptação atenderá os municípios de Araguaína e região, Sul do Pará e Maranhão.

O lançamento do Centro de Reabilitação e Readaptação de Araguaína é resultado de gestões da senadora e do prefeito Ronaldo Dimas nos últimos meses junto ao Ministério da Saúde e aos diretores do Centro de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo, em Goiânia, que atende cerca de duas mil pessoas diariamente. 

Para realizar o projeto, a senadora Kátia se reuniu com o Ministério da Saúde e  a Prefeitura de Araguaína, que já disponibilizou uma área para a construção do complexo. “Será doada uma área de 50 mil metros quadrados nas proximidades de onde será construído o AME - Ambulatório Médico de Especialidades, vizinho ao Jardim das Flores”, adiantou Dimas, destacando a dedicação de Kátia Abreu para a construção do hospital.

Segundo Kátia Abreu, “o CRER é uma referência para o Brasil, e a ideia vem sendo amadurecida há algum tempo, desde a primeira visita que fizemos ao centro com o Ronaldo Dimas, no início deste semestre. O hospital tem como finalidade proporcionar tratamento a pessoas com deficiência física, auditiva, visual e intelectual via Sistema Único de Saúde (SUS). A intenção é atender as demandas de Araguaína e cidades vizinhas, além de municípios do Sul do Pará e do Maranhão”, explicou a senadora. 

O hospital deve seguir padrões do CRER de Goiânia, um dos três mais conceituados do Brasil na área de atuação, junto com a Rede Sarah (Brasília) e a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), com mais de 62 anos de atuação em São Paulo, considerada entre as melhores do mundo. Atualmente, o complexo do CRER compreende a parte clínica e multiprofissional, além de possuir uma oficina de ortopedia, responsável pela confecção de próteses. A entidade, que é filantrópica, possui laboratórios de equipamentos e diagnósticos, um hospital com enfermagem, leitos e UTI. “Este hospital é modelo no Brasil”, diz a senadora Kátia Abreu. 

Para realizar o projeto, a senadora Kátia se reuniu com o Ministério da Saúde e  a Prefeitura de Araguaína, que já disponibilizou uma área para a construção deste complexo. “Será doada uma área de 50 mil metros quadrados nas proximidades de onde será construído o AME - Ambulatório Médico de Especialidades, vizinho ao Jardim das Flores”, adiantou Dimas, destacando a dedicação de Kátia Abreu para a construção do hospital. 

Segundo Kátia Abreu, “o CRER é uma referência para o Brasil, e a ideia vem sendo amadurecida há algum tempo, desde a primeira visita que fizemos ao centro com o Ronaldo Dimas, no início deste semestre. O hospital tem como finalidade proporcionar tratamento a pessoas com deficiência física, auditiva, visual e intelectual via Sistema Único de Saúde (SUS). A intenção é atender as demandas de Araguaína e cidades vizinhas, além de municípios do Sul do Pará e do Maranhão”, explicou a senadora.