Polí­cia

Foto: Divulgação

A Delegacia Especializada em Narcóticos – Denarc , por meio da OperaçãoDionísio, deu cumprimento a 08 Mandados de Busca e Apreensão e 08 Mandados de Prisão Preventiva em desfavor de Walt Rafael Sousa de Araújo, 29 anos, Diogo Ferreira, vulgo “PRO-X”, 26 anos, Priscila Gonçalves da Silva, vulgo “Jéssica” 22 anos, Joelma Gonçalves da Silva, 41 anos, Paulo Henrique Rodrigues Souza, vulgo “Oreia”, 23 anos, Flavemi Nunes Santana, vulgo “Galego” 18 anos, Romário da Silva Araújo, vulgo “Cabeça” 20 anos e Gleicivano Silva Soares, vulgo “Konga” 31 anos, pela prática do crime de tráfico de drogas.

  De acordo com o delegado titular da Denarc, Carlos Miguel Manso, durante a Operação de codinome Dionisio já foram presos 23 pessoas. Os acusados estavam sendo monitorados há aproximadamente dois meses e faziam parte de uma rede de distribuição de drogas. Através das investigações realizadas pelos agentes da Denarc, foi constatado que os acusados eram fornecedores de substâncias entorpecentes da região Sul e Norte de Palmas e, também eram os principais responsáveis pelo armazenamento, distribuição e venda de drogas em  Palmas.

A operação para prender os oito investigados teve início na madrugada desta quarta-feira, quando os policias da Denarc começaram a monitorar os acusados nas imediações da Região Sul e Norte de Palmas.

Um dos autuados, conforme investigação estava colocando em circulação mais de R$ 50 mil em notas falsas de R$ 50 reais. Essas notas eram transformadas em dinheiro limpo que depois era utilizado para compra de armas e drogas.

Conforme o delegado Carlos Manso, o trabalho de inteligência que vem sendo desenvolvido pela Denarc, tem como objetivo desarticular os grandes e pequenos fornecedores de substâncias entorpecentes que atuam em Palmas. Ainda de acordo com o Delegado, este trabalho vem dando ótimos resultados e irá continuar.

Após os procedimentos cabíveis, todos os presos foram encaminhados à Casa de Prisão Provisória e a Unidade Prisional Feminina de Palmas onde ficarão a disposição do Poder Judiciário. (Ascom SSP)