Campo

Foto: Divulgação

O Tocantins registrou mais uma vez números acima do limite prudencial proposto pelo Ministério da Agricultura na segunda etapa da campanha contra febre aftosa. De acordo com a Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins – Adapec foram vacinados 3.409.623 animais de um total de aptos a vacinar de 3.446.837, o que representa 98,92% do rebanho vacinado com idade de até 24 meses declarados na campanha do mês de maio.

“Mais uma vez superamos as metas estabelecidas pelo Ministério da Agricultura que é de 90%, isso significa que o status sanitário do Tocantins contra a febre aftosa continua seguro,” disse o presidente da Adapec, Marcelo Aguiar Inocente.

De acordo com a coordenadora de Educação, Defesa e Sanidade Animal, Leila Pessoa, os produtores que não vacinaram o rebanho pagarão multa de R$ 5,32 por animal e 127,69 por propriedade não declarada, e, estão impendidos de emitir a GTA – Guia de Trânsito Animal. “Os animais que não foram vacinados dentro do período da campanha estão sendo vacinados com acompanhamento dos técnicos da Agência que estão indo às propriedades notificando os produtores e agendando a vacinação,” destacou. Para adquirir a vacina o produtor precisará de uma autorização de compra que é emitida pela Adapec.

Segundo os dados apresentados, 44 municípios atingiram a meta vacinal em 100% do rebanho envolvido na campanha e mostrou também que o rebanho tocantinense cresceu em relação à primeira etapa da campanha, em maio, passando de 8.083.291 cabeças de bovídeos para 8.111.183 animais. O município de Araguaçu na região sul do Estado, continua sendo o município com o maior rebanho de bovídeos, totalizando 278.429 animais, seguido por Araguaina com 224.568 e Formoso do Araguaia com 218.787 animais. Entre os municípios com maior número de propriedades estão: Araguatins com 1.693, Paranã 1.251 e Formoso do Araguaia 1.124.