Saúde

Foto: Divulgação

Com o intuito de melhorar o fluxo de atendimento do Hospital Regional de Gurupi (HGR), foi implantada neste mês de janeiro uma classificação de atendimento. Estratégia montada pelo setor de humanização com o objetivo de organizar o fluxo e diminuir a alta demanda do Hospital. Este sistema também norteará uma pesquisa para subsidiar estratégias junto aos municípios para melhorar o atendimento na saúde pública da região.

O sistema implantado segundo a coordenadora de humanização do hospital, Anita Coelho, consiste numa triagem que será executado pelo próprio médico plantonista com apoio da equipe de recepção. “Temos um carimbo e no momento do acolhimento o médico assinala se aquele atendimento realizado é uma urgência, emergência ou atenção básica”, afirmou.

Ainda de acordo com Anita, o hospital por ser referência em portar um leque de profissionais qualificados e bons atendimentos, é a primeira opção para a maioria das pessoas que precisam de atendimentos, no entanto, nem todos deveriam ser realizados no hospital e sim nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) e na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), pois sobrecarrega e compromete os atendimentos prioritários do Hospital Regional de Gurupi.

“Com este trabalho será possível montar um banco de dados que comprove o percentual do tipo de atendimento realizado na unidade hospitalar. E mesmo os atendimentos não sendo de responsabilidade do hospital estão sendo realizados.” “O paciente chega à unidade e não é porque ele deveria ter ido ao posto de saúde que o médico deixa de atender, não pode ser negado o atendimento”, afirma Anita Coelho.

Após a catalogação dos dados será feito uma reunião com todos os responsáveis pela saúde pública da região para que sejam montadas estratégias para que cada órgão atenda a suas demandas e responsabilidades. (Ascom Sesau)