Palmas

A continuidade das blitze da operação “Lei Seca eu Apoio” tem surtido resultado entre os condutores palmenses. Prova disso é que o relatório da 48ª semana da operação, realizada de 13 a 19 de janeiro, aponta que os 31 testes de alcoolemia realizados foram negativos, e apesar de terem sido registradas, quatro recusas, nenhum condutor foi conduzido à delegacia de polícia.

De acordo com o secretário de segurança, defesa civil e trânsito, coronel José Ribamar de Amorim Pereira, independente de resultados positivos ou negativos, a operação será contínua. “Nossas equipes estão nas ruas todos os dias, abordando e orientando condutores e se necessário lavrando os autos de infração. A tolerância de fato é zero e temos o dever de fazer a nossa parte que é fiscalizar e coibir abusos no trânsito”, afirma.

O relatório aponta ainda que, no período, dos 191 veículos abordados, 22 foram retidos, cinco removidos e ainda quatro CNHs (Carteira Nacional de Habilitação) foram recolhidas, e 27 autos de infração de trânsito foram lavrados.

Acidentes

Durante toda a semana foram registrados 43 acidentes no período diurno e 22 noturnos, perfazendo um total de 65 acidentes, dos quais 49 não tiveram vítimas e 16 com vítimas, sendo duas fatais.

Um deles resultou na morte do carpinteiro, Vitorino Ribeiro Souza, 56 anos, no último domingo, 19. De acordo com a Polícia Militar, a vítima conduzia um veículo, no sentido sul-norte, quando foi fazer um retorno e colidiu em outro carro, conduzido por Roberto Dantas de Macedo. A vítima foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado para o Hospital Geral de Palmas (HGP), mas foi a óbito.

Já na última sexta-feira, 17, na Avenida LO-27, em frente a uma Churrascaria, o ciclista Juraci Dias Machado, 42 anos, que atravessava a faixa de pedestre, foi atropelado por uma motocicleta e faleceu no local. Testemunhas contaram que o condutor da moto estaria embriagado.

A operação "Lei Seca eu Apoio" é realizada pela Secretaria Municipal de Segurança, Defesa Civil e Trânsito, por meio da Superintendência de Trânsito, Guarda Metropolitana de Palmas (GMP), com o apoio do Detran-TO e da Polícia Militar. (Secom Palmas)