Economia

Foto: Divulgação

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (FIETO) e presidente do Sebrae Tocantins, Roberto Magno Martins Pires, alertou sobre a logística de escoamento e a forma como a Ferrovia Norte Sul vem sendo operada no Tocantins.

"Dessa forma, como está sendo feita, não trará os benefícios esperados para a população. Não podemos ser um eixo viário, o Tocantins precisa ser um eixo de desenvolvimento", comentou Roberto Pires ao se referir as plataformas que podem gerar empregos, como a transformação dos insumos do agronegócio. Ao industrializar o que é produzido no Estado a ferrovia passa a ter mais efeito econômico-social, uma vez que, este meio de transporte não servirá apenas para levar grãos.

A declaração do presidente da Fieto e do Sebrae aconteceu durante a posse da nova diretoria da Associação Comercial de Araguaína (ACIARA) na noite desta última quarta-feira, 29.  Roberto Pires reforçou  ao governo estadual, por meio do secretário de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação, Paulo Massuia, e o vice-governador João Oliveira, presentes no evento, que a carga tributaria do Tocantins pode ser revisada e melhorada para atender as demandas da indústria e criar um ambiente favorável para o crescimento do setor.

"Cobrar da gestão pública é o dever das Instituições", falou Pires, mencionando a necessidade de melhorar a infraestrutura. Uma recente pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes apontou que as rodovias tocantinenses não estão em bom estado, situação que atrasa e encarece nossa produção", concluiu.

Durante o discurso, Pires, que iniciou a carreira empresarial em Araguaína,  parabenizou os comerciantes e representantes da indústria da cidade que trabalham de forma árdua, superando obstáculos para fortalecer a economia local e tornar o município cada vez mais independente.

"Araguaína cumpre bem o seu papel e vocês, empresários, são responsáveis por isso" disse, anunciando a realização da Feira do Empreendedor em Araguaína esse ano. A feira é o maior evento de incentivo ao empreendedorismo do País realizado pelo Sebrae. O investimento será de R$ 5 milhões de reais.