Polí­tica

Foto: Luciano Ribeiro/ATN

O secretário Chefe da Casa Civil, Renan de Arimatéria representou o governo na primeira sessão legislativa do parlamento tocantinense e leu a tradicional mensagem do governador Siqueira Campos (PSDB). “É com muita honra que me dirigo ao parlamento do meu Estado por ocasião dessa reunião para cumprir o dever constitucional de apresentar esta mensagem para apresentar as ações do terceiro ano do meu governo e das metas para o exercício que ora se inicia”, começou.

Segundo o governador o ano de 2013 foi desafiador do ponto de vista das contas públicas e disse ter adotado severas medidas para  forte frustração de receita decorrente das desonerações fiscais com a finalidade de enfrentar as crises econômicas internacional –. No final de 2013 o Estado perdeu mais de R$ 400 milhões por causa das reduções do repasse o FPE.

Siqueira campos lembrou ainda que teve que reduzir 10% dos secretários de Estado e ainda dos cargos comissionados. “ Mercê dessa frustração de receitas o gasto com pessoal do Executivo superando limite prudencial fechou o ano de 2013 além desse limite com 50.28%”. O governador frisou que o Estado foi penalizado com a queda dos repasses.

Falando das ações necessárias o governo mencionou na mensagem a necessidade de manutenção e recuperação das estradas estaduais e também das construções de escolas de tempo integral. “As escolas oferecem uma grande vantagem de oferecer estudo de qualidade”, disse acrescentando que houve redução nos índices de evasão escolar.O governo falou ainda da informatização das escolas.

Dentre os vários dados  e índices do Estado abordados na mensagem o governador informou que 50% de todo a despesa geral do Estado foi para folha de pagamento. Na vasta mensagem que destacou os principais programas desenvolvidos pelo governo Renan de Arimatéia falou também sobre o polêmico concurso do Quadro Geral. Segundo ele a atual gestão já convocou mais aprovados do que as gestões anteriores.

Após relatar as dificuldades do governo Siqueira frisou que nenhuma outra unidade federativa tem uma política fiscal mais eficiente que o Tocantins” e ainda que a produção de grãos cresceu 60%. No final Siqueira fez ainda uma comparação: “ este governo realizou mais obras que os anteriores em oito anos”, disse.

Para 2014 o governador pediu apoio dos deputados para fazer o Tocantins cada vez melhor.