Estado

Foto: Divulgação

O Governador Siqueira Campos assinou nesta terça-feira, 4, ato de nomeação de mais 106 candidatos para a realização do curso preparatório referente à sexta etapa do concurso público para a Polícia Militar do Estado. Inicialmente, 300 candidatos aprovados nas cinco etapas anteriores já haviam sido convocados para o curso de formação de soldados da PM. 

 Ao assinar o ato, Siqueira Campos destacou a necessidade de aumentar o efetivo policial do Estado, a fim de garantir mais segurança à população. Com a medida, segundo o Governador, o Tocantins passará a ter número de policiais proporcionalmente superior à média nacional. “Queremos uma Polícia bem preparada para proteger a nossa população, com policiamento ostensivo. A média nacional é de 431 habitantes por policial. Com este ato, o Tocantins passará a contar com 350 habitantes por policial”, enfatizou.

 De acordo com o comandante geral da PM, coronel Luis Claudio Benício, a medida partiu de um entendimento de que era preciso ampliar o número de vagas para os candidatos. De acordo com o chefe da Polícia Militar do Tocantins, a partir desta ampliação a corporação ganhará um reforço importante para o policiamento ostensivo, que atuará nas ruas e estradas do Estado. “Estes candidatos irão incorporar juntamente com os outros 300 que já foram convocados para o curso”, frisou.

 Ainda de acordo com o coronel, com a convocação dos 106 candidatos remanescentes, todos os concorrentes aptos para a realização do curso preparatório foram convocados pela comissão organizadora do certame. “Já estava previsto no edital a possibilidade de se convocar um percentual de candidatos que daria um número de 120 pessoas. Mas por algumas desistências e impedimentos, chegamos ao total de 106 candidatos convocados para o curso de formação de soldado”, completou.

 Inicialmente, o edital previa um total de 300 vagas, sendo 270 para o sexo masculino e 30 para o feminino. Com a medida, o número de candidatos aptos a se matricularem no curso de formação de soldados sobe para 366 homens e 40 mulheres. A convocação dos novos candidatos, segundo o presidente da comissão organizadora do concurso, coronel Jaizon Veras, já está sendo preparada para publicação imediata.

 Concurso

Em andamento desde abril do ano passado, o concurso da Polícia Militar do Tocantins teve número recorde de inscritos, que obrigou a comissão organizadora, inclusive, a abrir locais de prova fora do Estado para comportar os mais de 24 mil candidatos inscritos no certame. Cada um dos concorrentes tinha pela frente cinco etapas que culminaram no curso de formação de soldados, com duração de seis meses e bolsa-auxílio de R$ 800. (Com informações da ATN)