Campo

Foto: Divulgação

Na região norte do Estado, o cultivo de abacaxi vem mudando a vida dos agricultores familiares da região.  O exemplo vem do município de Araguatins, a 601 km da capital, localizado na região mais conhecida como Bico do Papagaio, onde cerca de 30 pequenos produtores são responsáveis pelo cultivo de aproximadamente dois milhões de pés da fruta.

Um dos destaques da região é o Projeto de Assentamento Petrônio, próximo à cidade de Araguatins, que sozinho responde pela produção de 612 toneladas da fruta por ano. De acordo com o técnico agrícola do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Felismino Coelho, tudo começou em 2007 com a implantação de uma unidade demonstrativa de abacaxi irrigado no assentamento. 

“A unidade demonstrativa foi implantada em uma área de 4,5 hectares e tinha como objetivo capacitar os assentados para a produção do abacaxi. 12 famílias residentes no local se uniram em uma associação e hoje por meio das orientações e da assistência técnica do Ruraltins, a realidade é outra. A plantação se expandiu para 17 hectares e o assentamento se tornou referência na produção não só do abacaxi como também de outras frutas”, afirma o técnico.

Ainda de acordo com Coelho a produção do abacaxi irrigado PA Petrônio chama atenção pela qualidade do produto. “Uma das vantagens da irrigação é a produção de um fruto superior em sabor e tamanho, outra vantagem é que é possível produzir o ano todo”, frisou.

Caso de Sucesso

O agricultor Antônio Mariano, 60 anos, viu sua vida melhorar ao investir no abacaxi. Com uma lavoura de mais de 140 mil pés, Mariano comercializa no município de Araguatins e para os estados do Maranhão e Rio de Janeiro, hoje sua receita anual gira em torno de R$ 80 mil.

“Já  consegui comprar uma camionete que facilita o transporte do produto, só com a venda do abacaxi. Outra conquista foi à melhoria na propriedade e a compra de animais. Estou muito satisfeito, tenho uma vida abençoada”, diz o agricultor.

O produtor destaca que em média cada abacaxi produzido pesa em torno 2,2 kg, e além do abacaxi, produz também hortaliças, milho verde, melancia, peixe e gado de leite. (Ascom/Ruraltins)