Estado

Foto: Divulgação

O governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho e da Assistência Social (Setas) realiza, nesta sexta-feira, 21, o pagamento das bolsas dos programas Pioneiros Mirins e Tocantins Fome. Com a liberação, os portadores do cartão magnético já podem realizar suas compras nos estabelecimentos credenciados na rede Brasilcard de seu município.

O governo do Estado emprega nesses repasses o total de R$ 6.084.450,00, sendo R$ 4.809.450,00 para o Pioneiros Mirins e R$ 1.275.000,00 para o Tocantins sem Fome. As famílias atendidas pelo programa Pioneiros Mirins receberão um crédito de R$ 200 referente à bolsa de quatro meses. Já os beneficiários do Tocantins sem Fome terão acesso a um crédito alimentar no valor de R$ 50.

Segundo o secretário do Trabalho e da Assistência Social, Raimundo Palito, as bolsas têm o objetivo de incrementar a alimentação das famílias e, no caso dos Pioneiros Mirins, o crédito veio em um momento oportuno, com o início do ano letivo e a compra de materiais escolares.

“Começamos o trabalho frente à pasta recentemente e conseguimos junto ao Governador Siqueira Campos a liberação deste grande recurso dos programas Tocantins sem Fome e Pioneiros Mirins, que somam mais de seis milhões inseridos diretamente na economia do nosso Estado, nos 139 municípios, beneficiando quase 50 mil famílias cadastradas”, explica o secretário.

Tocantins sem Fome

Os beneficiários do programa Tocantins sem Fome estão incluídos no Cadastro Único da Assistência Social e têm renda de até R$ 70 mensais. Atualmente, 25,5 mil famílias nos 139 municípios estão de posse do cartão que dá acesso ao crédito alimentar.

Pioneiros Mirins

O programa Pioneiros Mirins atende em média 24 mil famílias nos 139 municípios do Estado. No programa, as famílias recebem uma bolsa auxílio no valor de R$ 50 e as crianças de 6 a 14 anos participam de atividades educacionais, lúdicas e de cidadania no contra-turno da escola. Para ter direito à bolsa, a criança precisa ter, no mínimo, 75% de frequência escolar.

Para serem inclusas no programa, as famílias precisam estar inscritas no Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico), que pode ser realizado nos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) dos 139 municípios.

O uso dos cartões magnéticos

Os cartões de ambos os programas são de uso pessoal e intransferível, só podem ser utilizados nos municípios de residência dos beneficiários e não é permitida a compra de bebidas alcoólicas, cosméticos e tabaco. Os beneficiários têm até 60 dias para realizar suas compras no comércio credenciado de sua cidade. (Ascom Setas)