Palmas

Foto: Divulgação

Dando início à programação em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, 08 de março, a Prefeitura de Palmas, por meio da Superintendência da Mulher, Direitos Humanos e Equidade – Sumudhe, realizou atividades com as servidoras e servidores da Secretaria Municipal de Infraestrutura e com Policiais Militares na manhã desta sexta-feira, 07.

 Na Secretaria de Infraestrutura, as servidoras participaram de uma roda de conversa com a primeira dama de Palmas, Glô Amastha, com a superintendente da Mulher, Direitos Humanos e Equidade, Gleidy Braga, a secretária de Desenvolvimento Social Maria Luiza Felizola e a coordenadora do Núcleo Núcleo Especializado de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher – NUDEM Vanda Sueli.

 Na oportunidade, Glô Amastha destacou o avanço das políticas e dos direitos voltados para as mulheres, mas lembrou que ainda há muito a ser conquistado. “O Dia da Mulher tem que ser comemorado, mas é preciso refletir que se as mulheres querem ser valorizadas, primeiro têm que se valorizar”, ressaltou ao destacar ainda que a mulher precisa buscar o seu aprimoramento pessoal e profissional.

 Peça “Um dia feliz”

 Os servidores da Defensoria Pública do Estado fizeram uma encenação abordando o cotidiano de um casal e as relações de gênero vivenciadas no dia a dia das relações conjugais. Para a primeira dama, a peça conseguiu refletir a realidade das pessoas.

 Brindes e cestas básicas

 As servidoras da Infraestrutura receberam brindes com a cartilha informativa sobre a Lei Maria da Penha, material educativo e preventivo entre outros brindes e através de parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, receberam cestas básicas. “A parceria é para que essas mulheres de luta tenham um reforço na sua família”, destacou a secretária Maria Luiza.

 Atividade com a PM

 Tendo por objetivo comemorar e também suscitar a reflexão junto à Polícia Militar do Estado, a Prefeitura integrou as atividades em comemoração ao Dia 08 de Março da PM e a titular da Sumudhe, Gleidy Braga, apresentou os números da violência em Palmas, que em 2012, ultrapassaram duas mil denúncias. 

 “O 08 de março é sim um dia de festa. As mulheres alcançaram e estão alcançando os seus direitos. Mas este é também um dia de lembrar sobre o tema violência, afinal os números ainda são altos e precisamos trabalhar em conjunto para que eles tenham um declínio”, destacou a superintendente.

 Glô Amastha, também lamentou os números da violência. “É uma tristeza pensar que o Tocantins, um Estado tão jovem, já possuir números de violência neste nível”, disse.

 Programação continua

 A programação da Prefeitura de Palmas continua até o dia 15, por meio de uma agenda descentralizada e que vai ao encontro da população palmense, por meio de rodas de conversa com os mais diversos públicos.

 Neste sábado acontece a 2ª Copa 8 de Março de Futebol Feminino, a partir das 7h30 no campo de futebol de Taquaruçú e a partir das 17 horas, acontece a I Corrida Feminina com concentração na academia Contours na 404 Sul.