Polí­cia

Foto: Divulgação

Marcado para o próximo dia 17 de março, às 8h30, o julgamento de Frederico Gayer, acusado pela morte de Hebert Resende, vai abrir a Semana Nacional do Tribunal do Júri, em Goiânia. A informação é do juiz Jesseir Coelho de Alcântara. Gayer é esposo da deputada estadual Luana Ribeiro (PR) e inclusive chefiou o Gabinete da parlamentar.

Consta dos autos que no dia 5 de abril de 1997, por volta das 02h:30, em frente à boate Draft, na capital goiana, Frederico alvejou Hebert Resende, na barriga, com um tiro de revólver. Ele morreu 24 dias depois do fato, no dia 29 de abril de 1997, por choque séptico.

Conforme o Ministério Público, o crime ocorreu após um desentendimento de troca de fichas no estabelecimento. Segundo o MP, mesmo com a solução do problema por parte da administração da boate, Frederico Gayer teria decidido alvejar a vítima na saída do local.

Frederico Gayer é acusado de homicídio por motivo fútil. Ele já chegou a ser condenado à prisão pelo crime, mas muitos recursos fizeram o processo se arrastar por longo tempo protelando a execução da justiça. Com o julgamento no Tribunal do Júri, o processo deve ter seu capítulo final.

A ministra do Superior Tribunal de Justiça, Assusete Magalhães, negou no dia 10 de setembro de 2013, provimento aos Agravos interpostos pelo réu, Frederico Gayer. A notícia do julgamento chegou a ser publicada no Site do Tribunal de Justiça do Goiás.O Conexão Tocantins tentou ouvir o acusado por telefone mas não obteve sucesso.

Semana do Juri

A Semana Nacional do Tribunal do Júri, que se realizará de 17 a 21 de março, tem por objetivo efetuar sessões de júri popular em todas as unidades judiciárias, para limpar a pauta de júris, meta definida pela Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (ENASPE) para este ano.