Cursos & Concursos

Foto: Divulgação Filósofo francês Pierre Lévy Filósofo francês Pierre Lévy

Um dos principais filósofos contemporâneos, o francês Pierre Lévy, irá provocar questionamentos sobre temas midiáticos dos nossos tempos em duas palestras gratuitas promovidas pelo Centro Universitário Senac – Santo Amaro, em São Paulo, na segunda-feira, 17 de março. Em Palmas, os eventos serão exibidos gratuitamente no Auditório do Senac.

Ambos os eventos ocorrem no Centro de Convenções do Centro Universitário Senac – Santo Amaro (Av. Engenheiro Eusébio Stevaux, 823, na capital). As vagas para assistir presencialmente já estão esgotadas, mas o público interessado poderá assistir às palestras ao vivo pelo endereço http://www.sp.senac.br/sites/pierrelevy.

Das 10h às 12h, o tema em debate será diálogos sobre cibercultura, discutindo os meios de comunicação interativos, as comunidades virtuais e a explosão da liberdade de expressão permitida pela internet. Ao final da apresentação, Lévy participará de mesa-redonda com o professor Romero Tori, do Bacharelado em Design do Centro Universitário Senac, e Ladislau Dowbor, que é formado em economia política pela Universidade de Lausanne (Suíça).

A segunda palestra chama-se Diálogos sobre Inteligência Coletiva e ocorrerá a partir das 14h30. Inteligência coletiva é um termo disseminado pelo autor, cuja essência aponta que as inteligências individuais são somadas e compartilhadas por toda a sociedade e potencializadas com o advento de novas tecnologias de comunicação, como a internet.

Palestrante

Pierre Lévy nasceu em 1956 na Tunísia (à época, colônia francesa). É mestre em História da Ciência pela Universidade de Sorbonne e tem formação em Sociologia e Filosofia. É professor de Ciências Educacionais na Universidade de Paris-Nanterre, no Departamento de Hipermídia da Universidade de Paris-8, em St.-Denis e é titular do Departamento de Comunicação da Universidade de Ottawa (Canadá), onde conduz pesquisas sobre inteligência coletiva.

Sua vida profissional tem sido dedicada ao entendimento das implicações culturais e cognitivas das tecnologias digitais, com o objetivo de promover seus melhores usos sociais e estudar o fenômeno da inteligência coletiva. Publicou diversos livros, entre os quais As Tecnologias da Inteligência (Ed. 34), Cibercultura (Ed. 34), O Que é o Virtual? (Ed. 34) e As Árvores de Conhecimento (Ed. Escuta). (Ascom Senac)