Polí­tica

Foto: Divulgação

 O presidente do PV no Estado, deputado Marcelo Lelis, ao encerrar a reunião de trabalho que fechou a segunda etapa do Movimento organizado pelo PV, que neste final de semana esteve na região de Araguatins afirmou que “o Movimento por uma Alternativa de Mudança conclui a primeira visita ao Bico do Papagaio ainda mais preparado para fazer a diferença e promover as mudanças para o Tocantins que a população tanto espera”, disse ele.

O Movimento está percorrendo todo o Estado, se reunindo com a população e ouvindo a comunidade sobre os anseios e necessidades do povo tocantinense. “A contribuição que os moradores das cidades pelas quais o PV passou neste final de semana (Angico, Luzinópolis, Cachoeirinha, São Bento, Buriti do Tocantins, São Sebastião, Esperantina e Araguatins) superou todas as nossas expectativas e será muito importante para que o Partido Verde construa um projeto de desenvolvimento regional para o Tocantins, respeitando a vontade do povo”, afirmou Marcelo Lelis.

A comitiva do PV passou por oito cidades, conversando com lideranças políticas e representantes da sociedade. No sábado (15), fez uma grande reunião de trabalho em Araguatins, que contou com a presença importante do vice-prefeito de São Miguel, Valdo, de 23 vereadores das cidades Angico, Luzinópolis, Cachoeirinha, São Bento, Buriti do Tocantins, São Sebastião, Esperantina, São Miguel e Araguatins, ex-prefeitos da região, ex-vereadores, representantes de entidades de classe e membros da comunidade.

 “A participação representativa da classe política e da sociedade contribuiu muito para fortalecer o Movimento e para consolidar ainda mais a proposta de alternativa de mudança que o PV está oferecendo para a população do Tocantins”, classificou Marcelo Lelis.

Participações

A reunião de trabalho do Movimento por uma Alternativa de Mudança realizada em Araguatins aconteceu sob um forte sentimento de insatisfação com a atual administração estadual. O ex-prefeito de Santa Terezinha, hoje coordenador da Faet em Araguatins, Kleibson Belarmino, alertou para a dificuldade do produtor rural da região e da necessidade da implantação de políticas públicas de apoio ao homem do campo.

“Falta infraestrutura na região. O Bico tem potencial natural que precisa ser explorado de forma organizada. Temos 3.250 produtores em assentamentos que estão passando por problemas pela falta de políticas públicas que amparem essa classe. O Bico do Papagaio tem características econômicas distintas de outras regiões do Estado, por isso o Governo precisa ter um plano estratégico de incentivo à economia respeitando o potencial de cada região do Estado”, ponderou Belarmino.

Para o vereador Paulo Macedo, da cidade de Cachoeirinha, existem problemas sérios na educação oferecida pelo Estado na região do Bico do Papagaio. Além disso, Macedo reclamou da precariedade das estradas da região e pediu a melhoria da saúde pública. Aliás, o desabafo do vereador de Cachoeirinha é muito semelhante ao feito pelo líder acadêmico da IFTO, Franciel Oliveira, que também reclamou da infraestrutura das estradas e dos serviços estaduais de saúde. “O Hospital de Araguatins está desabando. Tem até parede escorada com viga de madeira. Isso não pode acontecer. A população está revoltada com tudo isso. Pagamos impostos, mas o dinheiro não chega à população”, argumentou.

A redução da carga tributária foi assunto também da fala do produtor rural Cícero Labre, filho do ex-prefeito de Luzinópolis, Leontino Labre. “O produtor está sofrendo com tanto imposto. O Governo precisa baixar o ICMS que incide sobre a produção agrícola, que hoje sustenta o Estado. Além disso, o custo da energia precisa cair, se não fica difícil produzir”, reclamou Cícero Labre, que na reunião de Araguatins assinou a ficha de filiação ao PV e assumiu a presidência do partido na cidade de Luzinópolis.

As insatisfações com a forma de governar da atual administração do Estado ficaram evidentes com a fala daqueles que se manifestaram durante a reunião, como o vereador Gilberto de Esperantina. “A população está desacreditada com o Governo do Estado”, se queixou.

O ex-prefeito de Araguatins, Rocha Miranda, participou do evento e parabenizou o Partido Verde pela iniciativa. “Tem que fazer isso mesmo, para manter a política viva. Vocês vão levar daqui uma grande participação para o projeto e terão uma responsabilidade grande. Deus ajude vocês a mudar a história desse Estado”, disse Rocha Miranda.

O presidente do PV de Palmas, vereador Joaquim Maia, destacou a importância da participação de todos no Movimento por uma Alternativa de Mudança do PV. “Estamos trabalhando por todos esses dias aqui no Bico do Papagaio para que vocês viessem dar a contribuição de vocês ao nosso projeto, que não é só do PV e sim de todos os tocantinenses”, afirmou.

Encerrando o evento, o vice-presidente do PV no Estado, deputado Freire Júnior, falou da emoção que esta etapa do Movimento trouxe para sua vida, com o encontro que teve com o senhor Leontino Labre, ex-prefeito de Luzinópolis, e a vinda do filho dele, Cícero Labre, para o PV. “Foi uma felicidade imensa para mim poder reencontrar o senhor Leontino e agora ter ao meu lado no PV o filho dele, o meu amigo Cicero Labre”, citou.

Sobre as participações de todos que estiveram no evento em Araguatins, Freire Júnior disse que foram fundamentais para a construção do projeto do PV para o Tocantins. “Suas participações enriqueceram muito o nosso plano de desenvolvimento para o Tocantins. Vamos documentando isso tudo para moldar nossa proposta para o Estado, que não é feita trancada em gabinete.

 É feita com cheiro do povo, com o jeito do povo e o DNA do povo. Tenho a confiança que estamos fazendo da forma certa, da maneira de quem quer modernizar, fazendo o mais simples e eficiente possível. É dessa maneira que estamos propondo mudar o Estado. Olhando no olho e pegando na mão de cada tocantinense para construir um Tocantins para todos”, concluiu.

Após o evento, a comitiva do PV plantou a “Árvore da Esperança para o Tocantins”, na praça dos Pioneiros, em Araguatins.

A próxima etapa do Movimento por uma Alternativa de Mudança será na região Sul do Tocantins. A comitiva do PV passará por oito cidades e fará uma grande reunião de trabalho no sábado (22), às 10 horas, na Câmara Municipal de Gurupi.