Polí­cia

Foto: Divulgação

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Regional de Araguaína sob comando do delegado Manoel Laeldo, prendeu por força de mandado de prisão preventiva, por volta das 2h, da madrugada do último sábado, 15, Wathylla Pereira Soares, 19 anos acusado de matar Jefferson Silva Santos, 18 anos com um tiro no olho.

O crime aconteceu na boate Zoulk Hall, no dia 05 de janeiro, deste ano, em que a vítima foi socorrida e permaneceu três dias na Unidade de Terapia Intensiva UTI do Hospital Regional de Araguaína, indo a óbito no dia 08, em decorrência do ferimento. 

O acusado postou em sua rede social (Facebook), uma foto deitada em uma situação aparentemente tranquila, com mensagem dizendo: “Pela lei de Deus, já foi julgado e pela lei do homem serei condenado, vou esperar pra ver no que vai dar”. Na mesma postagem o jovem contou outra versão para a motivação do crime, segundo ele, Jefferson teria lhe ameaçado  e segundo o acusado “qualquer um faria o mesmo”. 

Os Agentes da Delegacia de Homicídios estavam monitorando o acusado para evitar uma possível fuga, enquanto aguardavam a expedição do mandado de prisão. Wathylla foi preso pela PC na mesma boate, onde efetuou o crime. De acordo com o delegado, sua equipe conhecia os lugares onde o acusado frequentava e poderia ser encontrado naquela noite. Após a prisão, Wathylla foi encaminhado para Casa de Prisão Provisória de Araguaína - CPPA. (Ascom SSP)