Saúde

Foto: Divulgação

Os pesquisadores do Tocantins têm até o dia 24 de março para inscrever projetos no Edital 2014 do PPSUS – Programa de Pesquisa para o Sus: Gestão Compartilhada em Saúde. O edital lançado pela Fapt – Fundação de Amparo à Pesquisa do Tocantins, órgão vinculado a Sedecti – Secretaria estadual do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, vai investir R$ 600 mil para apoiar atividades de pesquisa, mediante o aporte de recursos financeiros a projetos que visem a promoção do desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação da área de saúde no Estado.

Segundo o técnico da Sedecti, Alan Rickson Andrade, até agora 23 projetos já foram inscritos e mais de R$ 540 mil foram solicitados para execução dessas pesquisas. “É importante destacar que os projetos inscritos só serão validados quando toda a documentação prevista no edital for apresentada pelo pesquisador”, explica Alan Rickson, técnico da Sedecti, lembrando que quem ainda não se inscreveu pode conferir o edital no site da Sedecti.

Podem se inscrever pesquisadores mestres e/ou doutores com vínculo empregatício ou funcional em instituição científica ou tecnológica situada no Tocantins ou em instituições públicas das esferas municipais, estaduais e federais. O edital prevê que os projetos abordem os seguintes temas: Avaliação Tecnológica, Gestão e Planejamento em Saúde; Doenças Crônicas Não Transmissíveis; Saúde e Ambiente; Doenças Transmissíveis; e Saúde de Populações Específicas. Os temas ainda estão subdivididos em 23 linhas temáticas.

Os recursos devem apoiar projetos distribuídos em duas faixas. Uma específica para pesquisadores com título de doutor, deve financiar propostas de até R$ 50 mil. Outra específica para mestres disponibilizará até R$ 30 mil para as pesquisas aprovadas. O resultado final deve ser divulgado no dia 26 de maio desse ano. As inscrições seguem até o dia 24 de março, para o cadastro on-line do projeto e até o dia 25 de março, para a entrega da documentação.

PPSUS

Programa de Pesquisa para o Sistema Único de Saúde é destinado a financiar pesquisas voltadas para problemas prioritários de saúde e o fortalecimento da gestão do SUS. No Tocantins o Programa é desenvolvido pela Fapt – Fundação de Amparo à Pesquisa do Tocantins, órgão vinculado a Sedecti – Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação em parceria com o Ministério da Saúde; CNPq – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; e a Sesau – Secretaria Estadual da Saúde.