Educação

Foto: Manoel Lima

A Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente (Obsma) é um projeto desenvolvido pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) em parceria com a Abrasco (Associação Brasileira de Saúde Coletiva), voltado para alunos e professores do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e do 1º ao 4º ano do Ensino Médio, incluindo o ensino profissionalizante e o EJA (Educação de Jovens e Adultos).

A Olimpíada acontece, nacionalmente, a cada dois anos, recebendo, avaliando e divulgando atividades desenvolvidas por alunos e professores na sala de aula. Em todas as edições realizadas, foram inscritos cerca de cinco mil projetos que tratam de temas como preservação de recursos hídricos, problemas gerados pelo lixo, malefícios causados por agrotóxicos, relatados através de poesias, documentários, cordéis, pesquisas de campo, reportagens e projetos de reciclagem.

Para essa edição, as inscrições foram abertas oficialmente no dia 18 de março e podem ser feitas, até julho, pelo site http://www.olimpiada.fiocruz.br/. A avaliação dos trabalhos inscritos é dividida em duas etapas: regional e nacional.  Na primeira fase, a contextualização do tema, a clareza dos objetivos, a valorização do conhecimento científico e os resultados dentro e fora da sala de aula são alguns dos itens avaliados. Na segunda fase, os autores das peças vencedoras na etapa regional, um professor e um aluno  representante do trabalho selecionado, participam da cerimônia de premiação e de eventos socioculturais na cidade do Rio de Janeiro. Os professores também podem participar das oficinas pedagógicas, que devem ocorrer em cidades de cada uma das seis regionais da Olimpíada.

Um vídeo institucional foi produzido para mostrar como o projeto funciona, acesse e confira: http://youtu.be/SwWLPKr4BNo. (Ascom Seduc)