Polí­cia

Foto: Divulgação

Os Policiais Civis comandados pelos Delegados, José Rérisson Macedo Gomes, titular da Delegacia Fazendária, Núcleo Norte e Simone Aparecida de Melo do 1º DP, na tarde desta segunda-feira, 24, em Araguaína, resultou na prisão em flagrante de um homem identificado pelas iniciais M.P.S, 39 anos. Na ação, a PC também recuperou uma grande quantidade de armas de fogo e munições que haviam sido roubadas, de uma residência, no inicio do mês de fevereiro passado.De acordo com informações da PC, após investigações e diligências, foi possível identificar um dos suspeitos de ter participado do crime e, com base nessas informações, o homem foi preso, nesta segunda-feira, em cumprimento a um mandado de prisão temporária quando se encontrava em sua casa, localizada no Setor Céu Azul.

Dando sequência aos trabalhos e cumprindo ordem judicial de busca e apreensão, os Policiais Civis efetuaram uma minuciosa busca na residência do acusado onde foram apreendidas 03 espingardas calibre 12, dois Rifles calibre 22, 01 espingarda calibre 20, 02 canos de reposição para espingarda calibre 12, 01 rifle calibre 38, 02 espingardas de pressão para competição, cerca de 1.000 (Mil munições) de calibre 762 e 22. Também foram apreendidos rádios de comunicação HT, rádio amador PX, aparelhos de DVD, notebooks, máquinas fotográficas, dentre vários outros produtos eletrônicos de procedência duvidosa.

Foi localizada, ainda uma motocicleta, produto de furto, que estava desmontada e desprovida de chassi e que estava escondida em um compartimento subterrâneo, localizado debaixo do guarda roupas de um dos autores do crime.

O homem preso foi autuado em flagrante pelos crimes de receptação e posse ilegal de arma e munição de uso permitido e de uso restrito, e após os procedimentos cabíveis, foi recolhido à carceragem da Casa de Prisão Provisória de Araguaína, onde permanecerá a disposição do Poder Judiciário.

A Polícia Civil fez uso de todos os meios tecnológicos disponíveis para identificar e prender um dos assaltantes e contou com a ajuda da equipe de Inteligência da SSP. As investigações foram intensificadas no sentido de localizar e prender os outros dois acusados pelo crime que, inclusive, já foram identificados, bem como recuperar as demais armas roubadas, que ainda se encontram em poder dos autores.

O Crime

Na época do crime, três homens invadiram uma residência, em Araguaína, e, aproveitando-se da ausência do proprietário, renderam seus familiares e os mantiveram como reféns por várias horas. Os moradores tiveram pés e mãos atados e ficaram sob a mira de armas de fogo por um longo tempo, enquanto os autores subtraíam uma quantia em dinheiro, joias, além de várias armas de fogo. Após a consumação do crime, os criminosos evadiram-se do local tomando rumo ignorado.