Economia

As empresas da região amazônica que têm projetos na área de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) e precisam de recursos para colocá-los em prática têm no Banco da Amazônia um parceiro ideal para o desenvolvimento de suas idéias. Entre as linhas de financiamento na área de CT&I operacionalizadas pela instituição financeira e que estão disponíveis para os empreendedores da área estão o FNO-Ciência, Tecnologia e Inovação e o Finep Inovacred.

Com taxas diferenciadas, o FNO-Ciência, Tecnologia e Inovação é destinado a pessoas jurídicas de direito privado, inclusive empresas individuais, associações e cooperativas. Os recursos podem ser destinados a investimento fixo ou misto (capital de giro associado ao investimento fixo), além de capital de giro não associado a investimento fixo (capital de giro isolado). Essa linha de financiamento leva em conta se o empreendimento tem por base o desenvolvimento sustentável, especialmente para a localidade onde será implantado, além de atentar para os impactos sociais, econômicos, tecnológicos e espaciais provocados pelo projeto.

Outra oportunidade para captação de recursos, por meio do Banco da Amazônia, é o Finep Inovacred, programa que abrange todo o ciclo de ciência, tecnologia e inovação da pesquisa básica até o desenvolvimento de produtos, serviços e processos nas empresas. Realizado em parceria com a Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP, empresa pública vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), o Banco da Amazônia está operacionalizando esse programa, que objetiva ampliar a competitividade das micro, pequenas e médias empresas. Por meio do Inovacred, o Banco da Amazônia pode financiar projetos a partir de R$ 150 mil, com juros de TJLP menores que 1,5% ao ano para empresas da região Norte.

Por: Redação

Tags: Banco da Amazônia, Finep