Economia

Foto: Divulgação Peça teatral Peça teatral

O presidente da Fundação Cultural de Palmas (FCP), Gerson Alves, e toda equipe técnica da instituição, discutiram na ultima terça-feira, 1°, em uma reunião com o chefe da Representação Regional Norte do Ministério da Cultura, Delson Cruz, os benefícios do Vale-Cultura, desenvolvido pelo Governo Federal.

O Vale-Cultura é um benefício destinado prioritariamente a todos os trabalhadores que ganham até cinco salários mínimos. O objetivo é garantir meios de acesso e participação nas diversas atividades culturais desenvolvidas no Brasil. O benefício é no valor de R$ 50 e poderá ser gasto em teatro, cinemas, museus, com livros e CD’s ou em qualquer atividade cultural.

O chefe da Representação Norte do Ministério da Cultura, informou sobre a necessidade das empresas, que pretendem oferecer o benefício aos funcionários, efetuarem o cadastrar no site do Ministério da Cultura.

“O Governo Federal isentará as empresas dos encargos sociais e trabalhistas sobre o valor do benefício concedido. Será permitida ainda à empresa que seja abatido 1% no imposto de renda. Quanto aos trabalhadores, terão 10% do valor do benefício descontado em eu salário, sendo o valor máximo descontado R$ 5”, explicou.

Na ocasião, o presidente explicou que a FCP tem interesse em desenvolver políticas que motivem as empresas a aderirem o Vale-Cultura. “Tudo que fomentar, incentivar e que possa dar ao cidadão palmense o acesso a cultura, sem dúvida somos os mais interessados. O Vale-Cultura vai estimular o trabalhador a conhecer um pouco mais de nossa cultura”, enfatizou Gerson.

O valor do Vale-Cultura é fixo para todos os trabalhadores e todo mês esse valor é recarregado. O valor pode ser acumulado. (Secom Palmas)