Palmas

Foto: Valério Zelaya

As estações de ônibus da capital contam agora com monitores para orientar e ouvir os usuários a respeito do sistema de transporte coletivo. Ao todo, são oito monitores, que atuavam no quadro administrativo da Secretaria Municipal de Acessibilidade, Mobilidade e Transporte (Samot) e que agora se revezarão nas seis estações da capital. 

Por dia, duas estações serão atendidas em dois turnos, sendo que cada uma contará com dois monitores pela manhã (7 às 13 horas) e outros dois no período da tarde (13 às 19 horas). Devidamente uniformizados com coletes, eles têm a função de coletar sugestões, denúncias  e fiscalizar o cumprimento dos horários dos coletivos do transporte urbano. 

Nesta sexta-feira, 4, eles se encontram nas estações Xambioá e Xerente. Ontem, eles estavam nas estações Javaé e Apinajé. Na segunda-feira, 07, os monitores não estarão nas estações porque participam de uma reunião com a Diretoria de Transportes da Samot para avaliar os trabalhos desenvolvidos, mas na terça-feira, 08, eles retomam as atividades atuando nas estações Krahô e Karajá.

De acordo com o secretário Christian Zini, o objetivo dessa ação é aproximar a sociedade do órgão municipal, “através de um canal de comunicação permanente onde possamos  ouvir as demandas da população, através de  sugestões reclamações e denúncias”.  

Para o diretor de transporte, Jocélio Santos, todas as demandas, denúncias e reclamações dos usuários serão encaminhadas à Secretaria por meio de relatórios  semanais. “Eles serão os olhos da Secretaria no sentido de orientar a população e  fiscalizar  os serviços oferecidos pelo  sistema de transporte público da Capital. Além disso, essa aproximação cria um vínculo com o usuário porque eles se tornarão conhecidos da população”, ressalta. 

Santos lembra que a Samot dispõe de fiscais (agentes de trânsito) que já atuam patrulhando as estações. “Em caso de ocorrências como atrasos de ônibus, por exemplo, os nossos monitores acionarão imediatamente os fiscais da Samot e da própria Seturb que também conta com fiscais. Então, os usuários terão uma resposta imediata a esse tipo de reclamação”, pontua Santos, lembrando que no momento devido ao efetivo só é possível atender duas estações por dia, mas, assim que o efetivo aumentar, a ideia é atender todas as estações de forma simultânea. (Secom Palmas)