Campo

Foto: Divulgação

A partir do dia 11 de abril, os produtores rurais que levarão seus animais para eventos pecuários poderão antecipar a vacinação contra a febre aftosa. A medida estabelecida pela Agência de Defesa Agropecuária-Adapec tem o objetivo de fazer cumprir o período de carência da vacinação antiafosa para a movimentação de animais. No Tocantins, a primeira etapa da campanha antiaftosa vai ocorrer de 1º a 31 de maio.

Para aproveitar este benefício direcionado a casos excepcionais, o produtor rural deve procurar a Adapec para preencher o requerimento e emitir a autorização para compra da vacina. Entretanto, a vacinação na propriedade não poderá ser parcial, devendo ser vacinado todo o rebanho e declarar o ato até dez dias após a compra da vacina. Se ocorrer desistência, o mesmo deve retornar a Adapec e explicar o motivo.

De acordo com o gerente do Programa Estadual da febre aftosa, João Eduardo Pinto Pires, a antecipação é uma forma de preservar a sanidade animal de todo o rebanho e o status sanitário, já que as exposições agropecuárias começam no final deste mês. “Conforme a legislação,é necessário cumprir carência de 15 dias para animais primovacinados, sete dias para os animais com duas vacinações, já para os que têm mais de três vacinações não há carência para o transporte”, explica.

A Agência estará presente em todos os eventos pecuários do Estado fiscalizando a entrada e saída de animais.

Ilha do Bananal

No caso dos produtores da Ilha do Bananal que queiram enviar animais para esses eventos precisarão apresentar histórico de pelo menos duas vacinações contra febre aftosa, sendo que a segunda vacina deve ser realizada seis meses antes do início do evento. Na Ilha, a vacinação é anual com duração de 60 dias.

Por: Redação

Tags: Adapec, João Eduardo Pinto Pires