Polí­tica

Foto: Divulgação

O peemedebista Júnior Coimbra, pré-candidato ao governo do Estado visitou na noite desta última quinta-feira, 10, a cidade de Chapada de Areia, a 100 km da capital. A reunião que aconteceu na Câmara Municipal do município contou com a presença dos nove vereadores da cidade, além do vereador de Palmas, Emerson Coimbra (PMDB), do vereador de Paraíso, Romilson Ribeiro (PR) e do advogado e pré-candidato a deputado estadual pelo PMDB, Gerson de Paiva.

Durante a reunião, os vereadores agradeceram a visita de Coimbra à cidade e lembraram o que para eles é a necessidade maior do município. Gilvan Pebão (PSB) lembrou Coimbra da necessidade de se ter asfalto ligando a cidade até Paraíso do Tocantins. “O sonho da gente é chegar a Paraíso por  asfalto. Nós precisamos de muitas outras coisas, mas com o asfalto podem chegar outros benefícios”.

Adalto Mendes (DEM) disse não querer saber mais de promessas, fazendo referência ao governo passado. “O povo já está calejado de promessas, tivemos aqui um governo que assinou o contrato de início da obra da estrada e até hoje nada, acho que é uma desconsideração com nosso povo de Chapada”, disse o vereador.

O vereador de Paraíso, Romilson, afirmou já ter ido ao município várias  vezes e sabe a falta que o asfalto faz ao povo. “É preciso só uma oportunidade, é preciso que nossos governantes olhem para Chapada de Areia. Infelizmente Chapada não tem pavimentação, mas se pavimentar a rodovia, nós teremos mais emprego e mais renda. Teremos mais desenvolvimento para o nosso povo”, pontuou o parlamentar de Paraíso.

 “Quero agradecer a cada um de vocês que vieram nos receber e participar desta reunião”. Foi assim que Júnior Coimbra deu início ao seu discurso na Câmara de Vereadores. Coimbra que já percorreu 137 municípios do estado, contando Chapada de Areia, afirmou a população saber da necessidade do asfalto. “Daqui a Palmas são 100 quilômetros, dá pra trabalhar em Palmas e morar em Chapada, se tiver asfalto”, e lembrou aos presentes que no estado são poucas cidades que não estão interligadas por asfalto. “São só 13 municípios e 650 quilômetros que faltam para todas as cidades estarem interligadas por asfalto”.

Coimbra afirmou saber das necessidades em todas as áreas, “Não temos segurança pública, mas temos a melhor polícia do Brasil, mas não temos efetivo para atender a demanda do estado”. Sobre a saúde, Coimbra diz estar um caos, “Filas e mais filas, às vezes falta até a seringa para aplicar o remédio. Esses dias vi vários remédios sendo jogados fora por estar fora da validade”. Coimbra lembrou também a greve dos professores e os depoimentos que já escutou durante as reuniões pelo estado. “Alguns professores falaram que estão vendendo geladinho para pagar a energia da escola, isso é uma vergonha para nosso estado”. Completou Coimbra.