Economia

Foto: Divulgação

Em abril, a pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio (CNC) em parceria com a Fecomércio Tocantins, que demonstra a intenção de consumo das famílias teve uma leve diminuição de seu índice geral, que ficou em 121,6 pontos. Na comparação com o mês de março, o declínio foi de 1,2 pontos. Mas em compensação as pessoas estão se sentindo mais seguras com relação ao seu emprego, 74,1% dos entrevistados optaram por essa resposta. A pesquisa é realizada mensalmente em Palmas.

Ainda sobre a questão profissional, a maioria das pessoas entrevistadas (40,9%) acha que haverá uma melhora nos próximos meses e 68,2% consideram que a sua renda familiar está melhor que no mesmo período do ano passado.

O mês de Abril foi contemplado com dois feriados nacionais. Com base nas pesquisas mensais e anuais de comércio e nas contas nacionais trimestrais do IBGE, a CNC estima que, em termos nacionais, cada feriado provocará um impacto negativo de 9,2% na lucratividade mensal do setor. Esses dados podem ter interferido no consumo das famílias nesse mês, como explica o presidente da Fecomércio Tocantins, Hugo de Carvalho. “As pessoas maneiram nas compras de itens supérfluos porque grande parte pretende economizar para viajar durante os feriados”, disse.

Outro item que merece destaque para essa queda no consumo é o acesso ao crédito que segundo as famílias está complexo. Cerca de 60% responderam que o acesso ao credito para comprar a prazo está mais difícil.

Sobre o consumo atual, 47,2% afirmaram estar comprando menos do que em abril de 2013. Já 47,2% acreditam que nos próximos meses o consumo deve ser maior que o registrado no segundo semestre do ano passado. Quando o assunto são os produtos considerados bens duráveis, a maior parte dos entrevistados considera que é um bom momento para a aquisição desses itens.