Cultura

Foto: Manoel Lima

Foi aberta nesta última segunda-feira, 28, a exposição “Os povos indígenas do Tocantins – História e Memória”. A mostra pode ser conferida no Museu Palacinho, em Palmas, até o dia 31 de maio, e revela detalhes de cada uma das sete etnias presentes no Tocantins.

O acervo de 48 fotografias em exposição, que ilustra o cotidiano e as peculiaridades dos povos indígenas, foi formado depois uma extensa pesquisa. De acordo com a curadora da exposição, Lídia Liberato Barroso, as fotos foram selecionadas para mostrar da melhor forma possível a representação dos indígenas. “Vários fotógrafos do estado contribuíram, nos enviando fotografias de todas as etnias. Além do material profissional, tem fotografias de professores indígenas que retrataram suas aldeias”, ressaltou.

“É uma exposição extremamente rica. Dá pra perceber que é o resultado de uma pesquisa muito profunda e consegue retratar exatamente a riqueza da cultura indígena. Nós esperamos que a comunidade de modo geral, em todos esses dias de exposição, visite, mas, sobretudo, que os alunos e professores venham e possam realmente se aprofundar nos conhecimentos sobre essas culturas”, ressaltou a secretária estadual da Educação e Cultura, Adriana Aguiar, durante abertura da mostra.

Conhecendo as etnias

Para a antropóloga e professora da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Márcia Machado, que visitou a mostra, o Tocantins tem presença marcante da população indígena e a divulgação da cultura desses povos é fundamental. “Essa exposição retrata exatamente isso: a possibilidade de conhecer o povo indígena e suas diversas etnias. Marca também um processo importante, que é o de dar visibilidade a esses povos na nossa cultura, na nossa sociedade”, frisou.

A dona de casa, Luisa Coelho Farias, é filha de Xerente, e também foi conferir a exposição. A mãe dela vivia em Balsas, no Maranhão, e fez parte do processo migratório da etnia para a cidade de Tocantínia, a 80 km de Palmas. “Gostei muito porque retrata um pouco do que é a cultura indígena, que é tão rica, tão cheia de detalhes”, comentou.

O Tocantins possui atualmente uma população indígena aproximada de 13 mil pessoas, distribuída em 151 aldeias. Ao todo são sete povos, com território demarcado: Xerente (povo Akwê), Karajá, Javaé e Xambioá (povo Iny), Apinajé (povo Panhi), Krahô (povo Merí) e Krahô-Kanela. (Ascom/ Seduc)