Geral

Foto: Divulgação

A Prefeitura Municipal de Palmas, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Emprego (Sedem), autorizou na tarde de quarta-feira, 14, nove contratos de empréstimos para mototaxistas, totalizando o valor de R$ 72.500,00. Os empréstimos fazem parte do Termo de Cooperação que foi feito com o Sindicato dos Trabalhadores Condutores de Veículos de Duas Rodas (Sindiciclo) de Palmas, que visa destinar linha de crédito do Banco do Povo aos mototaxistas da Capital.

O Termo foi  assinado no plenarinho da Câmara Municipal de Palmas, no dia 23 de abril,  pelo prefeito Carlos Amastha, pela secretária da Sedem, Cleide Brandão, e pelo presidente do Sindicato dos Trabalhadores Condutores de Veículos de Duas Rodas de Palmas, Pedro Tito Neto. 

Facilidades

O mototaxista Gesinelton dos Anjos Andrade estava contente com o empréstimo de R$ 10 mil reais para aquisição de uma moto nova.  O valor também irá custear o emplacamento e a compra de acessórios de segurança. “Agora vou poder trocar a moto usada  por uma mais nova para melhor atender meus clientes”, disse.

Já o mototaxista Vivaldo Rodrigues de Aguiar ficou satisfeito com o valor que irá pagar nas parcelas. “O valor atende minhas expectativas e ainda terei um desconto ao pagar as parcelas dentro do prazo”, enfatizou.

Para o diretor presidente do Banco do Povo, Valdemar do Carmo Pereira,  a procura tende a aumentar com as facilidades de pagamento. “Nós estamos apostando muito nessa parceria.  Uma das vantagens  para categoria é que o bem não é alienável e os  juros estão abaixo do que são praticados no mercado”, ressaltou.

Geração de renda

Para Cleide Brandão, esse novo segmento vem em consonância com a nova política de empréstimos do Banco do Povo  que é fomentar o desenvolvimento e a geração de renda nesses importantes segmentos geradores de renda da Capital. “Sempre acreditei nesse momento em que  as pessoas possam ter uma vida mais digna  para produzir mais  e contribuir com o crescimento da Capital”, enfatizou.  

Para o presidente do Sindiciclo, Pedro Tito,  a categoria tem credibilidade junto ao Município. “Acredito que todos iremos honrar com  nossos compromissos junto ao Banco do Povo pois nossa atividade depende da permissão da Prefeitura e para isso precisamos está  em dia com nossas obrigações junto ao Município  para poder utilizar o serviço  enquanto permissionários”, disse.

Segundo o Diretor do Banco do Povo, Valdemar do Carmo Pereira, os valores ofertados aos profissionais mototaxistas serão de até R$ 5.000,00 para Pessoa Física (PF), e de até R$ 10.000,00 para Pessoa Jurídica (PJ). “Os juros cobrados serão de 1% ao mês, tanto para PF ou PJ, mas quando for pago até o vencimento poderão ter um abatimento