Estado

Manifestantes que interditavam a TO 110 no trecho que liga o município de Combinado a Lavandeira desde as 7 horas da última terça-feira, 13, liberaram a rodovia nesta última quarta-feira, 14, por volta das 14 horas. Segundo Rui Barbosa Costa, um dos líderes da manifestação, após conversa com o major da Polícia Militar de Arraias, Jerry Adriane de Araújo Godinho, foi decidido pelo desbloqueio da rodovia até uma possível conversa com o governador, Sandoval Cardoso ou representante, na sexta-feira, 16.

Segundo Rui, o comandante de Arraias teria chegado junto com 4 viaturas da PM para negociar com os manifestantes o desbloqueio da rodovia. O comandante será o responsável pela segurança do governador durante algumas inaugurações de obras em Taguatinga e prometeu aos integrantes do movimento, uma intermediação para que possam conversar com Sandoval. “Ele garantiu que nos levará até o governador, que vem amanhã em Taguatinga inaugurar obras que não tem, obra que ainda não foi feita”, afirmou Rui.

Ainda segundo o representante, enquanto alguns integrantes do movimento tentarão conversar com o governador ou representante, o restante bloqueará a rodovia e caso não sejam tomadas medidas no sentido de recuperar a TO, a manifestação acontecerá por tempo indeterminado.

Major de Arraias

O Conexão Tocantins ouviu o major Jerry Adriane de Araújo, que afirmou na manhã desta quinta-feira, 15, ter conversado com os manifestantes dando opções para que a rodovia fosse liberada. “Demos algumas propostas a eles, inclusive disse que o governador estaria em Taguatinga na sexta, e que eles poderiam ir lá, e que talvez eles conseguiriam conversar com algum representante do governo, que seria mais fácil do que eles ficarem dois três dias lá na rodovia”, afirmou o Major.

Ainda segundo o Major, foi conversado que se caso eles não desbloqueassem a rodovia que deixassem os caminhões com carga perecível que ali encontravam-se a mais de 24 horas seguirem viajem. “Demos a proposta que mesmo se a manifestação continuasse, que eles liberassem os caminhões que estavam a mais de 24 horas. Tinha caminhão lá com carga perecível. Que eles delimitassem os horários para os carros ficar ali. Depois que conversamos eles liberaram”, disse.

O major disse que as obras que serão inauguradas em Taguatinga, serão obras conveniadas com as prefeituras, do tipo pavimentação de ruas, etc.

“Vamos tentar ver algum secretário, representante do governo, talvez agente consiga, eles querem uma posição do governo”, afirmou o major.

O major disse que a Polícia Militar de Arraias e de Combinado acompanham a manifestação.