Estado

Foto: Divulgação

A partir da noite desta sexta-feira, 23, o Palácio Araguaia, em Palmas, receberá iluminação especial amarela em ato de apoio do Governo do Estado ao Maio Amarelo. A mudança na iluminação da sede do poder executivo estadual marca a reta final do Movimento no Tocantins.

O Maio Amarelo tem como objetivo chamar a atenção da população para o alto índice de acidentes no trânsito e é uma ação que tem adesão internacional através de apoio da ONU (Organização das Nações Unidas) e da OMS (Organização Mundial da Saúde). No Brasil o Movimento é apoiado por diversas entidades e órgãos que trabalham em prol da segurança viária.

Até o dia 31 de maio o Detran, juntamente com seus parceiros, realizarão diversas ações que visam chamar a atenção dos condutores, ciclistas e pedestres em todo o Estado para a conscientização em prol de um trânsito mais seguro e humano.

O diretor geral do Detran, coronel Júlio César da Silva Mamede, comentou como estão sendo realizadas as ações no Estado. “Temos trabalho constantemente para cumprir o compromisso que assumimos com os organizadores do Movimento Maio Amarelo. Temos intensificado nossas ações e levado a mensagem de um trânsito mais seguro aos cidadãos tocantinenses”, finalizou.

Palácio Araguaia

Sede do poder executivo estadual, o Palácio Araguaia é um marco de onde foram projetadas ruas e avenidas de Palmas. É localizado na Praça dos Girassóis, está situado no centro do plano diretor e ocupa uma área útil de 14 mil metros quadrados, considerada a maior praça pública da América e segunda maior do globo. De arquitetura arrojada, o Palácio Araguaia é o principal cartão postal de Palmas, e acompanha o projeto de modernidade da capital do Tocantins.

Maio Amarelo

Acompanhando o sucesso de outros movimentos, como o "Outubro Rosa" e “Novembro Azul", os quais, respectivamente, tratam dos temas câncer de mama e próstata, o Maio Amarelo é um movimento internacional de conscientização para redução acidentes de trânsito com o objetivo de colocar em pauta, para sociedade, o tema trânsito, além de estimular a participação da população, empresas, governos e entidades.

Mais do que ressaltar os altos índices de mortos, feridos e sequelados permanentes no trânsito no Brasil e no mundo, o desejo é mobilizar e envolver sociedade, órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para efetivamente discutirem o tema, além de promover atividades voltadas à conscientização, ao amplo debate das responsabilidades e avaliação de riscos sobre o comportamento de cada cidadão em seus deslocamentos diários no trânsito. (Ascom Detran)