Polí­tica

Foto: Pedro Barbosa

Júnior Coimbra (PMDB), pré-candidato ao governo, reuniu-se em Guaraí na noite de sexta-feira, 23, com o grupo do PMDB no Movimento Acorda Tocantins, que já está na 13º reunião pelo Estado para afirmar aos presentes a necessidade do partido em ter candidaturas próprias ao governo e senado. 

Após ter percorrido todos os municípios tocantinenses em apenas dois meses, Coimbra disse que o reforço em afirmar a importância do PMDB em ter candidatos próprios fez com que ele, após conversar com o ex-governador Marcelo Miranda, voltasse a reunir-se em algumas cidades com todos os integrantes do partido para dialogar com a população sobre o abandono em que se encontra o Estado e a necessidade do PMDB voltar a governar.

O presidente regional do partido, Leomar Quintanilha, explicou ao público que o PMDB encontra-se unido e o pré-candidato ao governo que estiver melhor nas pesquisas terá apoio dentro do partido. “Os dois se entenderam e entenderam que quem estiver melhor nas pesquisas na convenção, contará um com o apoio do outro”, disse Quintanilha referindo-se a Coimbra e Miranda.

Júnior Coimbra usou seu discurso para prestar contas à população sobre as atividades parlamentares desenvolvidas na Câmara Federal. “Tive mais de três mil votos aqui e devo prestar contas a vocês. Destinei  R$ 1,5 milhão para pavimentação com uso de bloquetes que no total dá oito quilômetros, também destinei 350 mil para a ponte sobre o Rio Tranqueira”. Sobre sua pré-candidatura, Coimbra lembrou que percorreu todo o estado colocando seu nome como pré-candidato a governador do estado. “Já fui prefeito, vereador, deputado estadual e sou deputado federal, andei todos os municípios de nosso estado este ano, sei da necessidade do nosso povo e me sinto preparado para ser o próximo governador”.  

Nezinho Alencar, ex-deputado estadual e ex-senador, com o qual Coimbra começou sua carreira política como assessor, lembraram aos presentes dos recursos de Coimbra destinados à cidade. “Sou muito grato a você Júnior Coimbra, pelos recursos de mais de um milhão destinados à nossa cidade”.

O Movimento Acorda Tocantins, contou com a presença de Dulce Miranda, que é pré-candidata a deputada federal pelo partido. Dulce questionou aos presentes sobre o caos que o estado está passando e a vontade em voltar a ajudar. “Cadê nossos trabalhos sociais? Cadê os pioneiros mirins? As nossas mães estão precisando de apoio para cuidarem de seus filhos”, interrogou a ex-primeira-dama do Estado.

Marcelo Miranda agradeceu a presença de Nezinho Alencar na reunião, fazendo referência à liderança que o ex-senador exerce na cidade e também disse gostar de ver surgindo lideranças novas. “É tão gostoso saber que hoje não somos somente nós, somos um todo”. Miranda não se esqueceu de falar sobre a união do PMDB. “Se temos dois pré-candidatos a governador e dois pré-candidatos a senador, é porque o PMDB é um partido forte”. O ex-governador também criticou a renúncia que o estado vivenciou no mês passado em sua gestão. “A infraestrutura está sucateada, espero que o atual governador esteja bem, para que o debate esteja à altura”. E encerrou seu discurso pedindo para que a população reflita como o estado se encontra hoje.