Economia

Foto: Divulgação

Um vestido novo, quem sabe uma camisa, um perfume ou um cosmético... São itens como esses de vestuário e perfumaria que estão passando na cabeça da maior parcela dos consumidores de três cidades tocantinenses que têm pela frente a missão de escolher algo para agradar a pessoa amada no próximo Dia dos Namorados, comemorado dia 12 de junho. 

No entanto, pelo menos em Palmas, não são roupas os itens mais desejados por quem espera receber presentes no dia mais romântico do calendário. São outros itens, joias e assemelhados que aparecem primeiro na lista de presentes que as pessoas gostariam de ganhar, conforme demonstra pesquisa realizada pelo Curso de Tecnologia Logística do Câmpus de Araguaína da Universidade Federal do Tocantins (UFT) em parceria com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Tocantins (Fecomércio) nos municípios de Araguaína, Gurupi e Palmas.

O objetivo do levantamento, coordenado pelo professor Delson Gomes, é oferecer aos comerciantes uma fonte de informação confiável sobre a expectativa de consumo e o perfil do consumidor em relação ao Dia dos Namorados para o planejamento de vendas, mas as informações talvez possam ajudar também quem ainda não sabe o que dar de presente para acertar em cheio as expectativas de quem ama.

Em Araguaína e Gurupi, os que se dizem solteiros representam quase metade dos entrevistados. Mesmo assim, mais de 75% em Gurupi e quase 55% em Araguaína afirmaram que vão presentear alguém do dia 12 de junho. Na capital, onde o percentual de solteiros que responderam aos questionários foi o menor entre as três cidades pesquisadas - 38% -, a intenção de compra de presentes para o Dia dos Namorados também é grande: 70,5%.

Em relação ao percentual de entrevistados que afirmou ter presenteado alguém no Dia dos Namorados do ano passado, apenas em Palmas a expectativa de vendas para a data este ano teve leve queda, já que 73% disseram ter comprado presentes em 2013.

Conforme a intenção de gasto dos entrevistados, os presentes mais procurados são os que custam entre R$ 50 e R$ 150, e a maior parte dos entrevistados afirmou que pretende pagar as compras com dinheiro ao invés de se endividar parcelando as compras no cartão de crédito, por exemplo. Em Palmas e Araguaína, os consumidores afirmaram que estão à procura, principalmente, de descontos no preço na hora de escolher os presentes. Já em Gurupi, o item mais indicado como decisivo na hora da compra foi o atendimento.

Em Araguaína e Gurupi quase metade dos entrevistados afirmou que pretende passar o Dia dos Namorados em casa. Em Palmas essa opção também aparece como a mais citada (29,5%), mas em todas as cidades boa parte dos consumidores pretende sair para comemorar a data em restaurantes, bares e motéis, ou viajar.

Mais de 400 pessoas a partir de 18 anos de idade foram entrevistadas em cada cidade entre os dias 5 e 9 de maio, e a margem de erro da pesquisa é de 5%. Os resultados na íntegra podem ser conferidos nos links, conforme os municípios: Araguaína, Gurupi e Palmas.

Próximas pesquisas - Até o fim deste ano ainda serão feitos estudos sobre a tendência de compras para o Dia dos Pais (10 de agosto), o Dia das Crianças (12 de outubro) e o Natal (25 de dezembro). Nos próximos dias também deve ser divulgado o resultado da sondagem de vendas sobre os resultados do comércio no Dia das Mães. Todas as pesquisas são feitas com a colaboração de alunos do Curso e Tecnologia Logística da UFT e áreas afins. (Ascom UFT)