Polí­cia

Foto: Divulgação

Nesta sexta-feira, 30, o Estado do Tocantins foi mais uma vez noticiado pelo jornal Bom Dia Brasil. Desta vez, a situação mostrada aos telespectadores foi à Unidade de Regime Semiaberto de Palmas (URSA), incendiada pelos próprios presos em março de 2014.

“Agente mostra agora o absurdo que é o sistema penitenciário do Tocantins”, essa foi a declaração da jornalista Ana Paula Araújo, ao abrir a matéria. O jornal mostra em seguida a situação em que a cadeia permanece desde que foi incendiada. 77 presos que ali se encontravam, estão cumprindo suas penas em casa, em liberdade.

A justiça deu prazo de 30 dias para a Secretaria de Defesa Social reformar a unidade, o prazo foi prorrogado por 45 dias, encerrando-se esse prazo e até o momento a cadeia não foi reformada.

Os presos são obrigados a passar pelo fórum da Capital uma vez por semana, no entanto, grande parte não aparece.

Secretaria de Defesa Social

A Secretaria de Defesa Social informou ao Conexão Tocantins que foi realizada a reserva de orçamento para a obra de reforma da Unidade do Regime Semiaberto (Ursa) e que aguarda o agendamento da sessão de licitação pela Secretaria de Estado da Infraestrutura, que definirá a empresa que executará os serviços.