Economia

Foto: Luciano Ribeiro

A Fecomércio Tocantins em parceria com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) realizam mensalmente pesquisas em Palmas, onde são medidos os índices de: consumo familiar, endividamento e inadimplência e a confiança do empresário do setor. Em maio, todos esses índices mostraram queda ou mantiveram-se estável, ou seja, sem grande elevação na variação mensal.

Para o presidente da Fecomércio, Hugo de Carvalho, esses dados devem mudar nos próximos meses. “É bem provável que os índices cresçam nos próximos meses, pois a Copa do Mundo terá início agora em Junho, bem como Julho é um mês de férias, onde as pessoas viajam e consequentemente gastam mais”, afirmou.

O Índice de Consumo das Famílias (ICF) registrou uma queda de 4,1 pontos. Do total de entrevistados, 44,1% disseram que estão comprando menos do que no mesmo período do ano passado. Mas a expectativa sempre é positiva, 42,7% acreditam que o poder de consumo será maior que no segundo semestre de 2013.

Já a PEIC, pesquisa que mede o endividamento e a inadimplência dos consumidores, apontou um decréscimo de 1,1 pontos. 70,7% das pessoas entrevistadas responderam que consideram-se pouco endividadas e 8,5% estão com dívidas em atraso, entretanto, somente 0,2% não terão condições de pagar essas dívidas atrasadas. O comprometimento médio da renda familiar com dúvidas ficou em 33,3%.

A confiança dos empresários do comércio foi o único índice que obteve elevação em Maio, um pequeno aumento de 0,7 pontos. Na ICEC, 40,8% disseram que a economia piorou pouco em maio. 45,6% consideram que o setor melhorou pouco e 47,2% que a sua empresa melhorou pouco. Do total de empresários entrevistados, 56,5% afirmaram que aumentaram pouco o número de colaboradores nesse mês. (Ascom Fecomércio)