Economia

Foto: Divulgação

A Casa do Construtor, rede de franquias para locação de equipamentos de pequeno e médio porte direcionados à Construção Civil, com 20 anos de atuação no mercado, dá continuidade ao plano de expansão pelos estados do Norte e Nordeste com a abertura de três novas unidades até o final de julho, com investimento total na região de R$ 1,6 milhão. Estas novas lojas serão nas cidades de Palmas, no Tocantins, Nossa Senhora do Socorro, no Sergipe e Parauapebas, no Pará. A previsão é alcançar 252 lojas até o final de 2014, encerrando o ano com faturamento de R$ 180 milhões.

“O setor da Construção Civil no Norte e Nordeste cresce exponencialmente e assim enxergamos estas regiões como estratégicas para a expansão da companhia e geração de novos negócios na área. Para isso, a Casa do Construtor oferece alguns diferenciais como personalização do atendimento e equipamento de alta qualidade para o cliente final”, ressalta Altino Cristofoletti Junior, sócio-fundador da Casa do Construtor.

Atualmente, a Casa do Construtor possui 200 unidades instaladas no Brasil e o planejamento visa 1.000 lojas até 2020. Endereços e outras informações sobre as novas lojas podem ser encontrados no site www.casadoconstrutor.com.br.

Sobre Casa do Construtor

Criada em 1993 por Altino Cristofoletti Junior e Expedito Eloel Arena, a Casa do Construtor completa 20 anos de mercado. A Rede de franquias para locação de equipamentos direcionados à Construção Civil teve início como uma simples loja de materiais de construção, em Rio Claro, interior de São Paulo, e hoje possui 200 unidades localizadas por todo o Brasil. Nelas, construtoras, empresas, condomínios e pessoas comuns que estejam executando uma obra ou reforma podem locar equipamentos de pequeno e médio porte, como ferramentas elétricas, rompedores, compactadores, betoneiras e andaimes, além de equipamentos para limpeza e jardinagem. A Rede recebeu inúmeros prêmios nos últimos anos, inclusive como a “Melhor Franquia do Brasil”, em 2012, pela Associação Brasileira de Franchising (ABF). No mesmo ano, na categoria “serviços gerais”, ganhou como a “Melhor Franquia do Brasil”, pela revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios. A Casa do Construtor encerra 2013 com faturamento de R$ 137,5 milhões e a previsão para 2014 é de R$ 180 milhões. O objetivo da Rede é atingir a marca de 1.000 unidades até 2020.