Educação

Foto: Divulgação

Foi iniciada na manhã desta segunda-feira, 18, na Escola de Tempo Integral Caroline Campelo, no setor Santa Fé, a Campanha Nacional de eliminação dos Três Bichos, cuja meta na Capital é realizar exames em 25.700 crianças e adolescentes de 05 a 14 anos, com o objetivo de diagnosticar problemas sintomáticos e eliminar a hanseníase, o tracoma como causa de cegueira e reduzir drasticamente a carga de geohelmintíase (verminose).

A campanha promovida pelo ministério da saúde com a participação das secretarias municipais de Saúde e Educação segue até o dia 22 de agosto. A ação em Palmas está sendo realizada em todas as escolas de rede pública municipal.

De acordo com a coordenadora de Doenças Transmissíveis e não Vetoriais, Mikaelly de Sena,  para participar das campanhas os alunos que estão dentro da faixa etária devem levar a autorização dos pais para que possa ser feito o exame. A campanha vai ser realizada por um período de 5 anos. “Em casos suspeitos, após o recolhimento das fichas serão feitos os encaminhamentos necessários. Também será distribuído no local o medicamento, após a autorização dos pais, que concorda ou não em participar da campanha foi enviado um termo de consentimento através de todos os alunos para os pais assinarem”, disse.

Como identificar

Ainda de acordo com a coordenadora, os alunos que estão fora da idade, ou seja, acima de 14 anos, devem contar com a ajuda dos pais que devem observar manchas dormentes, queda de pelos no local e encaminhar para a unidade de saúde mais próxima.

O Tocantins é o primeiro lugar em maior número de casos com menores de 15 anos. Para verminose o aluno ou paciente pode ter queixa de dor abdominal e fraqueza. Os profissionais de todas as unidades de saúde do município estão capacitados para atender também o público fora da faixa etária. (Secom Palmas)

Por: Redação

Tags: Mikaelly de Sena, Ministério da Saúde