Palmas

Foto: Divulgação

Em atendimento à solicitação do presidente da Fundação Cultural de Palmas, Gerson Alves de Sousa, a Guarda Metropolitana de Palmas promove nesta terça-feira, 19, orientações técnicas voltadas à segurança de patrimônio público aos sete servidores que passam a integrar a equipe de vigilância do Espaço Cultural e demais equipamentos culturais sob responsabilidade da Fundação. A capacitação é ministrada pelo guarda metropolitano Moacir Cidalino da Silva no período matutino e vespertino na sala vip do Espaço Cultural.

Durante a instrução, Cidalino, que é faixa preta em Karatê e possui vasta formação na área de segurança, inclusive uso de armamento não letal, está abordando os fundamentos básicos na vigilância patrimonial e orientações de abordagem e intervenções com contato físico. Segundo o instrutor, as medidas de segurança do próprio servidor e usuários dos equipamentos públicos, bem como a proteção das instalações são cuidados fundamentais que um vigilante precisa ter no exercício de suas atividades.

 “Os vigilantes devem contar sempre com apoio da Guarda Metropolitana e Polícia Militar e por isso os números de emergência registrados no celular precisam ter boa acessibilidade”, pontuou o instrutor.

O Superintendente da Guarda Metropolitana,  Josivan Cardoso de Almeida, avalia como uma medida positiva a contratação e capacitação de novos vigilantes. “O emprego de vigilantes nos postos fixos, em especial nos prédios da Fundação Cultural contribui bastante para otimização do nosso efetivo, tendo em vista que novas frentes de serviços têm surgido para Guarda Metropolitana”, ponderou . (Secom Palmas)